'Bela, recatada e do lar é o c******', grita baterista de Lenine durante show

Assista ao trecho da apresentação do cantor e compositor recifense

por Diário de Pernambuco 03/06/2016 17:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Durante mais uma apresentação da turnê Carbono, o baterista Pantico, integrante da banda que acompanha o pernambucano Lenine, fez um protesto contra o machismo. "Bela, recatada e do lar é o c****. Contra a cultura do estupro!", gritou, após um longo solo instrumental.

O vídeo da manifestação foi postado na página de Lenine no Facebook. A publicação somou mais de 500 curtidas em menos de uma hora. "A mulher é livre pra ser o que quiser, menos recatada e do lar. Parabéns!", comentou uma internauta. "Lenine, se você não vier aqui agora me dar uns beijos, não sei o que será de mim", disse outra.

A turnê Carbono tem repertório baseado no disco homônimo. O álbum foi gravado entre os meses de janeiro e março de 2015, em estúdios do Rio de Janeiro, onde Lenine mora, de São Paulo, Salvador e Amsterdã. A capacidade de formar substâncias distintas a partir da combinação diferente das moléculas - grafite e diamante, no caso -, conceito em química conhecido como alotropia, foi a base para o processo de composição das faixas inéditas, presente também nas letras, de forma mais ou menos direta.

No início do mês, o cantor e compositor Lenine escreveu um texto sobre o descontentamento dele com a política do país. Publicado no perfil oficial do artista no Facebook, ele criticou o afastamento da presidente Dilma Rousseff, a gestão interina de Michel Temer e as casas legislativas. "Congresso e Senado, em sua quase totalidade, são compostos por gente despreparada, desqualificada e dissimulada. Não reconheço como legítimo esse governo não eleito que aí está", disparou.
Lenine/Reprodução
(foto: Lenine/Reprodução)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA