Maurício Tizumba e Tambor Mineiro representam Brasil no Jazz Fest de Nova Orleans

Artista belo-horizontino se apresenta nos EUA acompanhado por músicos do grupo que fundou na capital mineira

por Bossuet Alvim 29/04/2014 17:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Netun Lima/Divulgação
Maurício Tizumba com as representantes do Tambor Mineiro que tocarão em Nova Orleans, EUA (foto: Netun Lima/Divulgação)
Referência mundial entre os festivais de música, o New Orleans Jazz & Heritage Festival (Jazz Fest) recebe músicos mineiros sob o comando de Maurício Tizumba, a partir desta quinta-feira, 1º. Os shows em palcos norte-americanos representam Minas na vertente do evento que homenageia a cultura brasileira. O artista belo-horizontino toca na capital do jazz acompanhado por membros do Tambor Mineiro, grupo de percussionistas que atuam sob sua tutela há mais de uma década.

 

"Para nós, que trabalhamos a vida toda pela valorização e reconhecimento da cultura afro-mineira, é muito gratificante a oportunidade de ir até o berço do jazz e da música negra norte-americana, para representar Minas Gerais", afirma Júlia Dias, filha de Tizumba e uma das artistas que acompanham o músico na viagem. A delegação da percussão mineira que embarcou rumo aos EUA ainda inclui os talentos de Manu Ranilla, Elisa de Sena, Vi Coelho, Beth Leivas e Danuza Menezes.

 

A longa lista de músicos convidados do Jazz Fest se divide em 12 palcos durante os sete dias do evento. Tizumba e o Tambor Mineiro passarão por dois dos principais espaços: Blues Tent, voltada aos artistas de blues, e Jazz & Heritage Stage, que abriga apresentações com forte inspiração em raízes folclóricas. "Gostaríamos de trocar experiências musicais com outros grupos e falar da música brasileira feita no estado de Minas Gerais", declarou Tizumba ao site oficial do festival. A Casa do Brasil, área do evento dedicada ao país homenageado, também sediará apresentações do grupo. A agenda dos mineiros em Nova Orleans se estende até o próximo dia 5.

Jair Amaral/EM/D.A Press
Nascido em Belo Horizonte, músico dedica-se à música de raiz africana há mais de 40 anos (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Minas nos EUA

O convite para representar Minas Gerais em um dos maiores eventos de música do mundo surgiu em junho do ano passado, quando Maurício Tizumba se apresentou no Rio de Janeiro ao lado de Robertinho Silva e do senegalês Zal Sissokho. Showman completo de voz, dança e instrumentos, o artista mineiro atraiu o olhar de uma produtora cultural, responsável pelo intermédio entre o festival de Nova Orleans e o cenário atual da música brasileira.

 

Ao receber a emissária do Jazz Fest em Belo Horizonte, Tizumba precisou optar entre os vários formatos que leva ao palco  — além do Tambor Mineiro, o artista se apresenta solo, em dupla com a filha ou acompanhado por trio de músicos. Formou-se então a seleção de seis mulheres percussionistas, que têm a missão de levar aos norte-americanos tradições regionais como Congado e Folia de Reis.

 

Repertório tipo exportação

Somados ao tambor, os instrumentos patangome e gunga, típicos de Minas Gerais, "são os elementos que norteiam o show", segundo Júlia Dias. Nas apresentações montadas especialmente para o evento, Tizumba ainda toca violão, viola caipira e cavaco. Sobre o repertório, a filha de Tizumba adianta: "meu pai nasceu no Congado, na Folia de Reis, no terreiro de candomblé, e leva isso com ele, dentro da arte que ele faz".

 

Além dos ritmos derivados de tradições africanas, os músicos apresentarão joias de compositores mineiros em Nova Orleans. Composições de Milton Nascimento, 'Caxangá', 'Raça' e 'Teia de renda' — parceria com Túlio Mourão — serão interpretadas junto a obras de outros talentos mineiros, como Sérgio Pererê e Vander Lee. Algumas canções assinadas por Tizumba e outras faixas que marcaram os mais de 40 anos da carreira do artista também fazem parte do espetáculo.

 

Jazz Fest

Lançado em 1970 como uma celebração à cultura local e ao cenário musical efervescente de Nova Orleans, no estado de Louisiana, o Jazz Fest conta com programação extensa, que inclui atrações gastronômicas e folclóricas.  Entre as dezenas de artistas e bandas que se apresentam na edição 2014, destacam-se Eric Clapton, Bruce Springsteen, Christina Aguilera, Arcade Fire, Santana e Robert Plant. Além de Tizumba e Tambor Mineiro, o Brasil é representado pelos grupos BaianaSystem e Ginga Mundo Capoeira, da Bahia, e pelo músico João do Pife, de Pernambuco.

Paulo Filgueiras/EM/D.A Press
Fundado em 2002, Tambor Mineiro mantém vivas as tradições da percussão típica de Minas Gerais (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA