Fábio Assunção pede para hospital recontratar funcionária que o filmou

Nas imagens, o artista aparece discutindo com enfermeiras e pacientes horas antes de ser detido por autoridades locais

por Estado de Minas 29/06/2017 16:39

Globo/Rafael Campos
Fábio Assunção entrou em contato com o diretor do hospital que garantiu a recontratação (foto: Globo/Rafael Campos)
Fábio Assunção entrou em contato com o hospital Memorial Arcoverde, em Pernambuco, para pedir que a funcionária que o filmou seja recontratada pela instituição. Na ocasião, a casa de saúde havia afirmado que ela agiu sem o conhecimento da diretoria, que condena tal atitude. Nas imagens, o artista aparece discutindo com enfermeiras e pacientes horas antes de ser detido por autoridades locais acusado de dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resitência à prisão.

 

De acordo com o UOL, a assessoria do ator afirmou que ele entrou em contato com o diretor do hospital, Joaquim Lucerna, que garantiu a recontratação da mulher. No entanto, a diretoria do local negou e disse que o processo de demissão não será interrompido. 

 

Na última terça-feira, 27, o centro médico divulgou uma nota sobre o ocorrido: "O Hospital Memorial Arcoverde vem a público esclarecer os fatos ocorridos na ocasião da passagem do ator Fábio Assunção por este serviço, onde um funcionário filmou e divulgou nas redes sociais imagens dele e de outros clientes presentes. O fez sem o consentimento e ou conhecimento desta diretoria, que lamenta profundamente essa infeliz iniciativa, condenando veementemente tal atitude, decidindo de imediato pelo afastamento definitivo deste funcionário que feriu o código de ética, a imagem da instituição e do referido ator", diz o comunicado publicado nas redes sociais da instituição e compartilhado pela namorada do artista, Pally Siqueira, natural de Arcoverde.

Fábio estava na cidade para divulgar o documentário Eu sonho para você ver, realizado em parceria com Pally, sobre o samba de coco. Ele se envolveu em uma briga no São João, no Pátio de Eventos da cidade, e foi encaminhado ao hospital com ferimentos leves. Lá, ele apresentou sinais de embriaguez e acabou discutindo com funcionários e pacientes. Depois de voltar para a festa, duas jovens chamaram a polícia por estarem se sentindo ameaçadas pelo artista, que se negou a acompanhar a polícia até a delegacia para esclarecer a confusão, quebrando o vidro traseiro de uma viatura.

Depois da polêmica, o ator pediu desculpas nas redes sociais, afirmando que não usou drogas ilícitas e se responsabilizando pelo transtorno. "Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita - o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem. Agradeço pelas tantas manifestações de carinho e apoio que recebi. Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo", escreveu ele.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO