Johnny Depp pede desculpas por brincadeira com Trump

Ator disse que não tinha intenções de "ferir ninguém"

por Agência Ansa Estado de Minas 23/06/2017 18:33

OLI SCARFF
Johnny Depp polemizou ao insinuar uma ameaça de morte ao atual presidente norte-americano (foto: OLI SCARFF)
Horas depois de realizar comentários polêmicos sobre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o ator norte-americano Johnny Depp pediu desculpas pelo seu comportamento. Em um comunicado enviado à revista People, o artista disse que não teve intenção de "ferir ninguém", apenas de "divertir as pessoas".

 

"Peço desculpas pela brincadeira de mal gosto que fiz na noite de ontem sobre o presidente Donald Trump. Não foi entendido como eu pretendia, foi um comentários sem maldade. Só queria divertir as pessoas, não ferir ninguém", explicou Depp.

 

Durante sua participação no Cinemageddon, evento inserido no Festival Glastonbury, no Reino Unido, na noite desta quinta-feira, 22, o astro de cinema polemizou ao insinuar uma ameaça de morte ao atual presidente norte-americano, Donald Trump. "Vocês podem trazer Trump aqui?'', disse, provocando os espectadores. ''Vocês entenderam errado. Quando foi a última vez que um ator matou o presidente?''. 

 

No entanto, em nota, a Casa Branca condenou o posicionamento do astro de Piratas do Caribe. "O presidente Trump condena a violência em todas as suas formas e é triste que outros, como Johnny Depp, não tenham seguido o seu exemplo", afirma o texto

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO