Após apoiar eleição de Trump, Kanye West é barrado em cerimônia de posse

Rapper chegou a enfrentar críticas por ter declarado publicamente apoio ao presidente eleito

por Diário de Pernambuco 20/01/2017 17:10
Sapo.pt/Reprodução
Rapper foi barrado da cerimônia (foto: Sapo.pt/Reprodução)
Representante do staff do presidente-eleito norte-americano Donald Trump afirmou à CNN, nesta sexta-feira, que o rapper norte-americano Kanye West não foi convidado para se apresentar na cerimônia de posse porque se tratava de um “evento americano típico e tradicional”. A declaração rendeu ampla repercussão na mídia estadunidense, sobretudo pelo artista ter enfrentado muitas críticas ao ter declarado publicamente apoio a Trump.


“Ele é ótimo, se considera um amigo do presidente eleito, mas não é o lugar. Não pedimos a ele para se apresentar. Vamos manter a nossa agenda”, afirmou Tom Barrack, presidente da comissão responsável pelo evento.

A afirmação do organizador do evento tem sido questionada também por ser consideravelmente subjetiva, ainda mais se observada a lista de atrações escaladas para a cerimônia. O evento contou um número de dança irlandesa, uma criança cantora de ópera, entre outras.

Nascido em Atlanta, Chicago, Kanye West ficou famoso no início da carreira como produtor musical de álbuns de artistas como Jay-Z, Alicia Keys, Ludacris, Janet Jackson. Hoje consagrado como rapper, acumula dezenas de prêmio, incluindo um total de 21 Grammys.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO