Site pornô oferece recompensa por informações sobre ladrões de joias de Kim Kardashian

Pornhub afirmou que socialite 'faz parte da família' e por isso querem ajudá-la

por Estado de Minas 06/10/2016 10:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Pelo visto, o vazamento de um vídeo pornô caseiro em 2007 que colocou Kim Kardashian nos holofotes nos Estados Unidos e do mundo fez com que ela ganhasse alguns "bons amigos".

Reprodução/Internet
Kim Kardashian sofreu um assalto na ultima segunda em Paris (foto: Reprodução/Internet)
 

Entre eles, o site de vídeos pornográficos Pornhub, que está oferecendo US$ 50 mil (cerca de R$ 160 mil) por informações sobre os ladrões das joias da socialiate. A publicação alega que Kim "faz parte da família Pornhub".

"Aqui no Pornhub estamos profundamente tristes com as notícias do incidente envolvendo Kim Kardashian em Paris", disse o vice-presidente do site, Corey Price, em comunicado. "Nós consideramos Kim parte da família Pornhub e queremos fazer tudo que pudermos para ter certeza que os praticantes desse crime horrível sejam levados à Justiça".

Esse 'carinho' todo com Kim é porque o vídeo pornô da americana ainda é um dos mais vistos da história do site, com 110 milhões de acessos até hoje. Nas imagens, gravadas em 2003 e espalhadas em 2007, Kim aparece fazendo sexo com o então namorado, Ray J.

Na madrugada da última segunda (3), Kim Kardashian foi feita refém em seu apartamento no Hotel de Pourtalès, em Paris, e teve cerca de US$ 11 milhões roubados em joias. A americana, de 35 anos, foi trancada no banheiro, amarrada e teve uma arma apontada para si.

Na hora do crime, seu segurança particular estava acompanhando Kourtney e Kendall Jenner em um evento da semana de moda de Paris. Kim deixou a França horas depois do crime, num jato particular.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO