YouTube alcança 1,5 bilhão de acessos por mês e anuncia mudanças

Aplicativo para smartphones e tablets ganhará novas funções de compartilhamento, resolução e suporte para exibição em realidade virtual

por Diário de Pernambuco 23/06/2017 15:36
YouTube/Divulgação
App terá sistema próprio de compartilhamento com chat entre os usuários e seus seguidores (foto: YouTube/Divulgação )
Nesta sexta-feira (23), durante a VidCon 2017, realizada na Califórnia, nos Estados Unidos, o YouTube divulgou números atualizados sobre o consumo de vídeos na plataforma. Susan Wojcicki, CEO da empresa, apresentou dados que mostram que atualmente 1,5 bilhão de pessoas acessam o YouTube por mês. Além disso, em média, os usuários passam mais de uma hora por dia assistindo a vídeos somente em seus dispositivos móveis.


No encontro, a executiva também mostrou ferramentas e atualizações que chegarão para os usuários da plataforma nos próximos meses, como métodos de compartilhamentos, formatos de exibição de vídeos e realidade virtual com maior acessibilidade. Uma das novidades do serviço, que chega primeiro para os usuários da América Latina, permite aos internautas ter acesso a uma outra modalidade de compartilhamento, que deve ser lançada nas próximas semanas para Android e iOS, diretamente no app do YouTube. Nela, é criado um chat (blog post) em que o usuário e seus amigos podem comentar e conversar sobre a publicação.

Também nos dispositivos mobiles, o aplicativo passará a adaptar o formato de vídeo automaticamente à resolução que for reproduzido, independentemente de o conteúdo ter sido gravado na horizontal ou vertical, eliminando as barras pretas laterais. Outro anúncio realizado foi o desenvolvimento, em parceria como Daydream, de um formato de criação de conteúdo em realidade virtual, o VR180.

Com isso, os usuários poderão gerar vídeos em 3D a partir da captura em 180 graus. Visando baratear os custos de câmeras específicas para isso, Wojcicki informou que a companhia iniciou uma parceria com fabricantes como LG e Lenovo para o desenvolvimento de aparelhos de menor custo, novidade ainda sem previsão de disponibilidade para o mercado brasileiro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS