Biografia revela lado violento de Lou Reed

Obra do escritor Howard Sounes expõe agressão do ex-vocalista do Velvet Underground à namoradas

por Estado de Minas 08/12/2015 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Greg Wood/AFP
(foto: Greg Wood/AFP)

Uma nova biografia sobre Lou Reed revela um lado violento da personalidade do líder do Velvet Underground, morto em 2013: ele teria um histórico de abuso contra mulheres.

Para escrever 'Notes from The Velvet Underground – The life of Lou Reed', Howard Sounes ouviu 140 amigos e pessoas que trabalharam com o músico. O biógrafo disse ao site The Daily Beast que o roqueiro era “um monstro”.

“Os obituários foram um tanto gentis, ele era um homem desagradável. Um monstro, de verdade. Realmente, acho que a melhor palavra é monstro’”, afirmou o autor.

Segundo o site, Bettye Kronstad, que se casou com Reed em 1973, revelou ao biógrafo que o artista “era capaz de te jogar contra a parede. Brigar. Bater em você... Te chacoalhar... Certa vez, ele até me deixou com um olho roxo”.

Allan Hyman, amigo dos tempos de colégio do cantor, relata que, em um jantar, ele se enfureceu com uma namorada e deu um soco na parte de trás da cabeça dela. Acabou expulso do encontro.

Lou Reed morreu em 2013, em decorrência de uma crise hepática. Este ano, ele foi homenageado pelo Hall da Fama do Rock. Recentemente, sua irmã, Merrill, escreveu um texto sobre as terapias com eletrochoque a que o músico, que teve uma série de colapsos nervosos, submeteu-se na juventude.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS