'Casamento grego 2' chega aos cinemas com expectativa de sucesso do primeiro

Mantendo o elenco principal do filme de 2002, produção está novamente às voltas com um novo casamento na família

por Helvécio Carlos 31/03/2016 08:37

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Universal Pictures/Divulgação
Casamento grego 2 consegue manter o nível do primeiro filme 14 anos depois (foto: Universal Pictures/Divulgação)

Dar sequência a uma comédia 14 anos depois de seu lançamento pode ser um tiro no pé. Especialmente quando o longa em questão, Casamento grego (My big fat greek wedding, 2002) é lembrado até hoje pelo grande sucesso de público.


Fez sucesso também na Academia, que indicou o roteiro de Nia Vardalos como um dos melhores daquele ano. É difícil dizer se a história dos Portokalos vai conquistar novas indicações ao Oscar, mas que os fãs vão se divertir com as aventuras e desventuras dos gregos não resta a menor dúvida.

O diretor Joel Zwick conseguiu fazer um bom trabalho com o roteiro assinado novamente por Nia Vardalos, reunindo o elenco principal do filme de 2002, que, novamente, está às voltas com um novo casamento na família. Só que desta vez o jogo virou.


Se no primeiro longa o patriarca da família, Gus Portokalos (Michael Constantine), queria a todo o custo o casamento da filha trintona Toula Portokalos (Nia Vardalos), agora é ele quem vai enfrentar o altar depois de descobrir que legalmente não está casado com Maria (Lainie Kazan).

A direção de Zwick é acertada desde as primeiras cenas mostrando a relação do patriarca com seus filhos e seus netos. O longa cresce em cenas de bom humor como o desespero da cerimonialista com os desejos de Maria, do bolo ao vestido de noiva, em uma sucessão de excessos capazes de corar os reis do brega do Brasil.


A moça, claro, pula do barco e a família decide que, para salvar a cerimônia de Maria e Gus, cada um deve oferecer seus talentos profissionais para garantir o sucesso do casamento.

Constantine é o grande destaque do elenco como o paizão, um pouco ranzinza, que não larga o pé da neta Paris (Elena Kampouris), que quer ver casada com, óbvio, um grego. Casamento grego 2 mostra que benfeita, sem pretensões, uma sequência pode ser tão boa quanto o longa que deu origem à fraquia. Pelo andar da carruagem, esta história vai continuar dando o que falar. Tomara que não demore tanto tempo.

Cotação: bom

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA