Emma Watson diz que vai deixar o cinema por um ano para se dedicar ao feminismo

Em entrevista à revista americana Paper Magazine, a atriz e embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres disse que quer escutar o máximo de mulheres que puder

19/02/2016 16:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO/GERARD JULIEN
"Ficarei um ano sem atuar para me concentrar em duas coisas: meu desenvolvimento pessoal é uma delas", disse a atriz (foto: AFP PHOTO/GERARD JULIEN)
Emma Watson deverá passar pelo menos um ano afastada das telas. A atriz e embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres declarou à revista americana Paper Magazine que quer tirar um período "sabático" para se dedicar ao movimento feminista. "Ficarei um ano sem atuar para me concentrar em duas coisas: meu desenvolvimento pessoal é uma delas. Pensei em ficar um ano fora do cinema para focar em estudos de gênero", disse a atriz. Recentemente, ela esteve a frente de campanhas como a "HeForShe", que busca engajamento masculino para acabar com as desigualdades de gênero. Um dos objetivos de Watson é ouvir o que as mulheres têm a dizer. "Quero escutar o máximo de mulheres que puder. É algo que estive fazendo por conta própria, através da ONU, na campanha 'HeForShe' e em meu trabalho em geral", explica a atriz. Em 2014, Emma Watson foi eleita a celebridade feminista do ano pela Ms. Foundation for women e pela revista Cosmopolitan, após um discurso na ONU. Quando foi nomeada Embaixadora da Boa Vontade, ela afirmou: %u201CO feminismo, por definição é a crença de que homens e mulheres devem ter oportunidades e direitos iguais. É a teoria da igualdade política, econômica e social entre os sexos%u201D.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA