'Os Smurfs' comemoram 55 anos

Relembre a trajetória das duendes azuis criados pelo ilustrador belga Peyo

por Diário de Pernambuco 26/06/2013 10:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Divulgação/ Sony
(foto: Divulgação/ Sony)
Pequenos personagens azuis que viviam em casinhas parecidas com cogumelos, em uma aldeia no meio da floresta, costumavam povoar o imaginário de crianças ao redor do mundo. E o que parecia uma história com carregadas doses de psicodelia era tida como normal. Trata-se da moda azul de 'Os Smurfs', que, no Brasil, teve seu auge nos anos 1980.

Os personagens criados pelo ilustrador belga Pierre Cuilford, o Peyo (1928-1992), estão na história há um bom tempo. Agora em 2013, completam 55 anos. A primeira aparição dos duendes foi na história de Johan et Pirlouit A flauta de seis buracos (publicada na edição 1047 da HQ belga Spirou como La flûte à six trous).

A partir daí, a história é mais conhecida. 'Os Smurfs' viraram animação da Hanna-Barbera para a televisão. No Brasil, a estreia do desenho foi na Rede Globo. Agora, a animação é reprisada pelo canal de TV por assinatura Gloob.

Na tela grande, os duendes azuis ganharam sua vez em 2011, quando o primeiro filme foi lançado pela Sony Pictures. A sequência estreia em 2 de agosto. Antes disso, o estúdio promove o segundo dia mundial do Smurfs, nesta semana. Em comemoração às 55 primaveras floridas da criação de Peyo, o Viver compilou as mais estranhas polêmicas sobre os seres azuis. Confira.

 

Números

50 smurfs: Já foram citados nas ilustrações de Peyo ou no desenho da TV. Entre eles: Arrojado, Astronauta, Doutor, Vovó Smurf, Narrador, Bipolar

5 euros: Valor da moeda comemorativa cunhada na Bélgica, país de origem de Peyo, com uma figura de um Smurf

US$ 1 bilhão: Bilheterias no exterior alcançada pelo primeiro longa dos Smurfs, lançado pela Sony Pictures

 

 

Saiba mais

Gênero: Originalmente a única personagem feminina do desenho, correm polêmicas de que a loira seria uma travesti. Smurfette foi criada pelo vilão da história, Gargamel, que a inventou para atrair os outros Smurfs para uma armadilha.

Incesto: De acordo com algumas polêmicas na internet, o Papai Smurf seria um pedófilo incestuoso que teve relações sexuais com Smurfette e deu origem ao bebê Smurf. A ideia é de que todos os personagens são gays por só existir homens na história.

Comunistas: Segundo comentaristas políticos da década de 1980, os Smurfs seriam uma analogia ao comunismo. Os personagens dividem igualmente tudo o que produzem e se vestem com os mesmos tipos de roupas, exceto o Papai Smurf, que tem a roupa vermelha, diferente dos outros que se cobrem de branco. O personagem Gargamel e seu gato estariam representando o imperialismo. O passatempo de Gargamel era tentar capturar e cozinhar os Smurfs para transformá-los em ouro numa suposta referência em oprimir a classe trabalhadora e transferir os lucros aos burgueses capitalistas.

Antissemitas: Há uma acusação de que os Smurfs seriam relacionados a europeus pagãos. Porque vivem em harmonia em uma grande aldeia. Gargamel, desta vez, seria um forasteiro com interesse em poder, representando um judeu, devido a sua aparência (pele morena, nariz grande e cabelo encaracolado).

O que vem por aí

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA