Arquinho de unicórnio e enfeites de sereia são os mais procurados para o carnaval de BH

Seres mitológicos vão tomar conta da folia em Belo Horizonte em 2017. Especialistas explicam que o fenômeno vem desde o ano passado, no mundo inteiro

por Gustavo Werneck 22/02/2017 06:00
Ramon Lisboa/EM/DA Press
Sereia por natureza, Débora Gonçalves ficou atraída pelos adereços, mas não vai sair em bloco (foto: Ramon Lisboa/EM/DA Press)
Neste carnaval, vai ter mais sereia no asfalto do que no mar. Quem for aos blocos, festas particulares ou estiver “de boa” vendo a folia passar, vai ver muita menina com tiara de búzios nos cabelos, pulseira e colar de conchas e roupa coberta de escamas – pode ser maiô prateado ou vestido tipo rabo de peixe. Nas lojas do Centro e da Savassi, em Belo Horizonte, a fantasia está vendendo bem, segundo os lojistas especializados. Os adereços são páreo duro apenas para o arco de unicórnio. Para explicar melhor, é aquele cavalo branco com um único chifre, daí o nome. “É o que está saindo mais. No caso da sereia, tem também a tiara de flores misturadas a motivos marinhos, que sempre faz o maior sucesso”, diz Cibele Duarte, proprietária da Babados Festas, no Edifício Maleta, no Centro.


                                                   Veja imagens do carnaval de BH no passado

Marchinhas na caixa de som, homens e mulheres, de todas as idades, com cestinha no braço para comprar as fantasias e muita calma na loja para escolher os adereços. A estudante de arquitetura e urbanismo Mariana Teixeira, moradora do Bairro de Lourdes, na Região Centro-Sul, gostou do arquinho de unicórnio. Mas também experimentou os trajes de “noivinha, anjinho, capetinha e de índia”. Com animação e sem namorado, ela contou que gosta demais do carnaval, sai nos bloquinhos e já está no maior clima para sair hoje no Chame o Síndico.

“A gente se prepara o ano inteiro, tem que ter pique. Para resumir, carnaval é animação e alegria”, disse a jovem. Os boás coloridos também fazem a festa da mulherada na hora de compor a fantasia. E para combinar com o chifrinho do unicórnio, Mariana escolheu um boá de penas da mesma cor e com rosa nas pontas. No rosto, outra tendência, de acordo com as vendedoras, é glitter de várias tons e strass para dar ainda mais realce no modelito.

Ramon Lisboa/EM/DA Press
Mariana Teixeira gostou do arquinho de unicórnio para a folia de hoje no Chame o Síndico (foto: Ramon Lisboa/EM/DA Press)


TÁ BOMBANDO

Pesquisadora de temas relacionados ao carnaval, a designer da Benedita Acessórios, Ana Maria Paiva, explica que as fantasias de sereia e unicórnio estão “bombando” desde o ano passado, no mundo inteiro. “Agora ficaram mais populares. Muitas celebridades começaram a participar de festivais de música eletrônica vestidas de sereia. Assim, cresceu o sereismo. No Brasil, a modelo Yasmin Brunet, filha de Luíza Brunet, se vestiu desse jeito em festas e divulgou o assunto nas redes sociais”, diz Ana Maria. Ela adianta que as pochetes bordadas com paetês são outra forte tendência nesse reinado de Momo.

O tema relacionado a figuras fantásticas ou mitológicas resgata a figura fabulosa do unicórnio. Para os mais velhos, ele remete também ao filme cult dos anos 1980, Blade Runner – O caçador de andróides, pois aparece em forma de um origami recriando a figura que aparece em sonhos do protagonista. Para estudiosos, a imagem desse cavalinho branco com um chifre está associada à pureza e à força. E mais: seriam seres dóceis, mas as mulheres virgens têm mais facilidade em tocá-los.

Ao passar em frente à loja Mooca, na Savassi, a vendedora Débora Gonçalves de Oliveira, de 26, residente em Esmeraldas, na Grande BH, ficou atraída pelo body, confeccionado pela Karola, e pela tiara da Benedita Acessórios. Com os cabelos longos e altura de 1,84m, pode tranquilamente tirar onda de sereia. “Gosto de carnaval, mas não vou sair em bloco. Prefiro ficar olhando”, disse a jovem. A loja é um acelerador de produtores e tem caráter colaborativo, informou a proprietária Fabiana Soares.

Mais fantasia


Na loja do Maletta, um trio animado escolhia as fantasias para esta folia: as amigas Monique Souza, de 26, professora de educação física, Natália Araújo, de 24, estudante de enfermagem, e Beatriz Rocha, de 21, estudante de psicanálise. Para elas, o melhor é inventar a própria fantasia nos blocos ou nas festas. Na hora da foto, Monique se vestiu da eterna Mulher Gato, Natália de capetinha e Beatriz de Malévola.

Ramon Lisboa/EM/DA Press
Trio pronto para a festa: Monique de Mulher Gato; Natália de capetinha; e Beatriz de Malévola (foto: Ramon Lisboa/EM/DA Press)

Segundo Cibele Duarte, proprietária da Babados Festas e que também trabalha com moda, Malévola também está bombando, assim com as asas de anjo negro. “Homem sempre vai do mesmo, que é marinheiro, aviador e policial. Às vezes, põe um chapeuzinho branco de sambista”, acrescenta. Para alguns lançadores de moda, os homens no estilo hipster vão usar brilho na barba, numa mudança completa de visual. Afinal, é carnaval integral – cabelo, barba e bigode.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL