Florida:um lugar perfeito para se divertir, descansar e fazer compras na terra do Tio Sam

Apelidada como o estado ensolarado dos Estados Unidos, a Flórida recebe turistas o ano inteiro por conta de seu clima sempre agradável. As praias, parques e atividades nos destinos da região Sul dos EUA estão de portas abertas para receber os brasileiros. O Turismo de hoje mostra os encantos das cidades Fort Lauderdale e Miami

por João Vitor Marques 03/07/2018 07:12

João Vítor Marques/EM
Belos canais percorrem toda a cidade, amenizando as altas temperaturas (foto: João Vítor Marques/EM)
 

A charmosa Fort Lauderdale conserva semelhanças naturais com a histórica região Nordeste da Itália. Não à toa, é conhecida como a ‘Veneza dos Estados Unidos’.Caminhar sob o sol de mais de 30 graus não é necessariamente tarefas das mais difíceis em Fort Lauderdale, localizada a apenas 48 quilômetros de Miami, na Flórida. Afinal, as altas temperaturas são amenizadas pela beleza dos canais que percorrem a cidade – cujo território é composto por impressionantes 10% de água. São 265 quilômetros de regiões aquáticas navegáveis. Daí surge a comparação com a histórica ‘coirmã’ italiana.


Apesar das chuvas recorrentes no outono, o céu aberto e propício para aproveitar as praias é regra na maior parte do tempo. Em média, são mais de 200 dias de sol no ano. A quantidade está próxima, por exemplo, à registrada em locais bastante conhecidos pelos mineiros, como Rio de Janeiro e Fortaleza.

DIVERSÃO

 

São cerca de 10 quilômetros de zona costeira na região de Fort Lauderdale. Embora bastante frequentadas, as praias são tranquilas. Por lei, não é permitido consumir bebidas alcoólicas na areia. O cenário mudou bastante nos últimos anos. Anteriormente, a cidade era um dos principais destinos de jovens universitários, durante o chamado ‘spring break’, semana de férias durante a primavera em que os estudantes tradicionalmente viajam e participam de festas.


 “Muitos jovens ainda vêm a Fort Lauderdale. Mas a decisão de proibir bebidas alcoólicas fez com que a cidade ficasse mais calma e passasse a receber também pessoas com idades diferentes”, explica Fernando Harb, vice-presidente sênior do Fort Lauderdale Convention Visitors Bureau.

Proibido nas areias, o consumo de bebidas alcoólicas é permitido nos elegantes restaurantes do outro lado da rua. Ir a Hollywood Beach, na Grande Fort Lauderdale, e a Las Olas Beach, que carrega o nome da principal avenida da cidade, é fundamental para conhecer melhor o lugar e, é claro, as pessoas que moram por lá.

João Vítor Marques/EM
Fort Lauderlale tem cerca de 10 quilômetros de zona costeira e praias tranquilas (foto: João Vítor Marques/EM)

Além de aproveitar o sol e as águas quentes de modo tradicional, é possível conhecer a praia e outros pontos turísticos de Fort Lauderdale de jeitos diferentes. O tour de segway – diciclo que se locomove a partir do movimento do corpo do condutor – custa a partir de US$ 35. Opções mais radicais são passeios de jet ski e voos de parapente sobre o oceano, sempre sob orientação de profissionais.

 

Sobor do Brasil

 

De volta ao Centro de Fort Lauderdale, é possível passar horas em Las Olas Boulevard. De ponta a ponta, são quase quatro quilômetros de lojas, restaurantes, bares, cafés, museus, hotéis e, é claro, canais aquáticos. No fim da avenida, o mar.

Apesar da diversidade de opções, a região tem a cara de cidade de interior, com quase 180 mil habitantes. A avenida – nem tão larga, nem tão estreita – é bom lugar para caminhar pela manhã e, principalmente, almoçar ou jantar. Além da culinária local, é possível experimentar pratos típicos de outros lugares do mundo.

Comandado pelo chef brasileiro Bernardo Carvalho, o restaurante El Camino serve deliciosos tacos, burritos, quesadillas e fajitas, além de drinques mexicanos tradicionais. O italiano Louie Bossi’s mescla boa comida com ambiente agradável. O ponto alto da visita, especialmente na hora do almoço, é a parte externa, rodeada de árvores.

COMPRAS

 

Durante anos, viajar ao Sul dos Estados Unidos significava, necessariamente, torrar dinheiro nos shoppings. O cenário tem mudado, muito em função da alta do dólar, que superou, recentemente, índices recordes dos últimos meses. Mesmo assim, os brasileiros estão entre os turistas que mais gastam em visitas às lojas do país.

O famoso Sawgrass Mills, localizado a 40 minutos de carro do centro de Fort Lauderdale, é um dos favoritos de quem deixa o Brasil rumo às compras nos Estados Unidos. São mais de 350 lojas, como Nike, Ralph Lauren, Gap, Bed Bath & Beyond, Target e Marshalls, além das tendas de eletrônicos. O melhor é pesquisar com antecedência os preços, fazer a conversão para o real e ter certeza de que vale a pena.

TRANSPORTE 

João Vítor Marques/EM
Grafite do brasileiro Kobra em Wynwood Walls, Miami (foto: João Vítor Marques/EM)

Nada de ônibus, carro ou metrô. Quem vai a Fort Lauderdale tem que experimentar outro meio de transporte. Que tal usar o water taxi para conhecer os belíssimos canais aquáticos que ‘invadem’ a cidade? O passeio de barco, que custa US$ 18 para adultos e US$ 14 para crianças de 5 a 11 anos, tem paradas em diversos pontos turísticos e dura pouco mais de uma hora. E o melhor: o trajeto é narrado, em inglês, por um guia que conta curiosidades sobre o local e ‘revela’ os milhões gastos em embarcações e em casas suntuosas que ficam nas margens. 

 

Encantos de Miami  

 Aglez the city guy/Flickr
South Beach é um dos lugares mais badalados de Miami (foto: Aglez the city guy/Flickr)
 

Além do Sawgrass Mills, a região tem outros shoppings bastante conhecidos: o Dolphin Mall e o Aventura Mall. Os dois ficam em Miami, vizinha de Fort Lauderdale. A cidade recebeu 525,5 mil brasileiros em 2017, número inferior apenas ao de turistas colombianos (628 mil), canadenses (655,1 mil) e argentinos (533,1 mil).

Mas nem só de shopping vive Miami. A metrópole, que tem mesmo ‘cara de cidade grande’ e é bem mais agitada que Fort Lauderdale, também tem suas próprias belezas naturais. As famosas praias ganham outra atmosfera durante a noite. Em South Beach, a vida noturna é agitada em bares, boates, clubes, restaurantes e mesmo nas ruas, frequentadas por turistas de diversos lugares do mundo.

Pela manhã, Wynwood Walls é ótima opção de lazer. As paredes, coloridas pelo grafite de artistas de várias partes do planeta – inclusive do Brasil, representado por Kobra e Os Gêmeos –, transformaram um bairro pouco frequentado em local bastante movimentado o dia inteiro.

Outra possibilidade de turismo é a charmosa Little Havana. A região ficou conhecida dessa forma por conta da concentração de imigrantes, que tornam o local verdadeiramente uma ‘pequena Cuba’. Por lá é possível aproveitar os restaurantes, sempre ao som de músicas tradicionais do país.

Visitar a American Airlines Arena, o Hard Rock Stadium e o Marlins Park é essencial para quem gosta de esportes. Antes, contudo, programe-se bem para saber se há visitas disponíveis no período. Afinal, em Miami, opções não faltam. Basta saber com antecedência os locais que serão visitados e escolher o estilo de hotel que você preferir. Boas opções são o Riviera Hotel, em South Beach, e o Croydon Hotel, na Collins Avenue, com fácil acesso ao Trolley – serviço de transporte gratuito às principais partes de Miami Beach. 

 

 

 

 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']