Nathalia Timberg vive no teatro a estilista que não sai de moda

O solo teatral Através da Iris, dedicado à norte-americana Iris Apfel, de 97 anos, tem sessões neste sábado (13), às 20h, e domingo (14), às 19h, no Teatro Sesiminas

por Ana Clara Brant 13/04/2019 10:30

 

Rodrigo lopes/divulgação
"A vibração da plateia é extraordinária. O mais curioso é que, mesmo com o Brasil do jeito que está, a reação que as pessoas tiveram com o espetáculo do Chopin e agora com a Iris me surpreende%u201D - Nathalia Timberg, atriz (foto: Rodrigo lopes/divulgação)

Depois de mergulhar no universo do pianista e compositor francês Frédéric Chopin (1810-1849), Nathalia Timberg dedica o seu mais novo projeto teatral à nova-iorquina Iris Apfel, de 97 anos. Quem sugeriu à atriz levar ao palco a história da empresária, designer de interiores e estilista foi o autor Cacau Hygino. Depois de escrever Através da Iris, Hygino entregou o texto para a avaliação de Nathalia. “Quando li, já fui me envolvendo e não tinha como não embarcar nesse projeto. Quando você não é interessado, não é interessante. E Iris Apfel continua interessada e interessante”, afirma.

Através da Iris terá sessões neste sábado (13) e domingo (14), no Teatro Sesiminas, em BH. Para interpretar a estilista, Nathalia fez uma extensa pesquisa sobre sua carreira. Embora seja um monólogo, Nathalia “contracena” com outros personagens, invisíveis ao público. É que, no texto, Iris abre sua casa para uma equipe de jornalistas, com quem divide suas ideias a respeito de diversos assuntos e conta sua trajetória.

Com 65 anos de carreira, Nathalia elogia a solução encontrada pelo dramaturgo e a perspicácia de seu texto. “Todas essas frases tão emblemáticas, ácidas e divertidas dela, como ‘more is more, less is a bore’ (mais é mais, menos é uma chatice), um trocadilho com a regra ‘menos é mais’, estão presentes. Cacau elaborou essa obra usando o próprio material da Iris e criou uma personagem inspirada nela. Tudo isso torna o espetáculo ainda mais vibrante e interessante”, afirma.

Sobre a relevância da personagem, Nathalia lembra que, em 2007, a carreira de Iris Apfel mereceu uma extensa exposição nos Estados Unidos. “Só aí a gente já tem um pouco da dimensão dessa mulher incrível. Não é qualquer um que consegue ser tema de uma mostra no Metropolitan Museum de Nova York, estando ainda na ativa e a todo vapor.”

Exceto pelo impulso libertário, a atriz brasileira não vê outros pontos de contato de sua personalidade com a de Iris. “Acho que essa é a única ótica que nos aproxima. Ser livre e fazer o que quer, como eu fiz quando escolhi o teatro, independentemente da aprovação da família. Com relação ao temperamento, ela é muito mais extravagante. Eu sou mais low profile, discreta”, diz.

Cacau Hygino chegou a ter contato direto com Iris em Nova York e recebeu dela o aval para levar a montagem adiante. Nathalia salienta a gentileza da estilista que não apenas postou no Instagram uma mensagem agradecendo pela realização da montagem – “É realmente incrível ver sua vida interpretada e representada. Obrigada à equipe do Brasil, que trabalhou muito para realizar tudo isso” –, como enviou um presente a Nathalia no dia da estreia. “Ela me mandou uma coruja num colar, que eu fiz questão de usar em cena e me deu muita sorte”, conta a atriz.

VÍDEOS Incorporando certa característica de documentário cênico, Através da Iris mescla a atuação da atriz no palco com vídeos projetados no cenário. A opção pelo formato híbrido foi da atriz Maria Maya, que assina a direção do espetáculo. “Foi um grande acerto da Maria. Ela encontrou a linguagem perfeita e deu uma dimensão ao espetáculo que ele não teria sem esse tipo de estrutura. É uma produção multifacetada que fala de uma figura multifacetada”, afirma Nathalia.

A veterana atriz é só elogios para a diretora de 37 anos. “Ela é extremamente competente e criativa. Devo muito a ela e ao Cacau. E o DNA da Maria Maya também é bem poderoso”, comenta. Maria é filha dos diretores Cininha de Paula e Wolf Maya e sobrinha-neta de Chico Anysio.

Através da Iris marca o início das celebrações dos 90 anos de Nathalia Timberg, que serão completados em agosto. Ela diz que não é muito afeita a datas e que a ideia dos festejos partiu de seu produtor. “Fica parecendo que surgiu de mim essa história de comemorar aniversário. Mas isso não é do meu feitio não (risos)”, avisa. O monólogo, que estreou em outubro passado no Teatro Maison de France, no Rio de Janeiro, agora está em turnê pelo país.

Segundo Nathalia, o entusiasmo do público com a peça a tem deixado impressionada. “A vibração da plateia é extraordinária. O mais curioso é que, mesmo com o Brasil do jeito que está, a reação que as pessoas tiveram com o espetáculo do Chopin e agora com a Iris me surpreende. São dois trabalhos diametralmente opostos em tudo, mas bem interessantes. É bacana ver que as pessoas aprovaram e até se empolgaram.”

No entanto, o ritmo da turnê deve diminuir, agora que Nathalia vai começar a gravar a próxima novela global das 21h, A dona do pedaço, cuja estreia está prevista para maio. É mais uma trama assinada por Walcyr Carrasco, assim como a última produção de TV da qual Nathalia participou. Em O outro lado do paraíso (2017), ela fez uma breve participação como Beatriz, mulher rica internada a contragosto num sanatório pela família. Embora o papel não tenha sido extenso na trama, Beatriz foi uma figura fundamental no desenrolar do enredo, já que ajudou a mocinha Clara (Bianca Bin) a dar uma guinada em sua vida. “Ainda não sei como será o meu papel. Mas é sempre um grande prazer estar numa produção na televisão”, diz ela.

No ar na reprise de Porto dos milagres, no canal Viva, a atriz diz que não costuma rever seus trabalhos, até porque tem pouco tempo para assistir TV. “Fico muito enrolada com os meus projetos atuais, por isso é difícil. Mas sei que o público ainda gosta e isso é muito interessante.”

Através da Iris
Através da IrisDe Cacau Hygino. Direção: Maria Maya. Com Nathalia Timberg. Sábado (13), às 20h, e domingo (14), às 19h,
ingressos esgotados. Sessão extra no domingo, às 16h. Teatro Sesiminas. Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, (31) 3241-7181. Plateias 1 e 2: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).



Mestre do documentário fez filme sobre a estilista

Autor do clássico Gimme Shelter, o documentarista norte-americano Albert Maysles (1926-2015) dedicou um dos seus últimos trabalhos a Iris Apfel. O longa Iris foi lançado em 2014, sob o aplauso da crítica, pelo modo vivaz como Maysles registra a vida da estilista e ícone fashion e capta seu encanto e singularidade.

No filme, os pensamentos de Iris sobre si mesma e os outros são expostos numa rajada de frases interessantes. Exemplos: “Não tenho nenhuma regra, pois eu vivo quebrando-as, portanto seria uma perda de tempo”; “Provavelmente fui a primeira mulher a vestir jeans. Parece loucura. Foi”; “Não posso julgar (o modo como os outros se vestem). É melhor ser feliz do que estar bem vestido”.

A sessão das 20h deste sábado de Através da Iris em Belo Horizonte, cujos ingressos já estão esgotados, será seguida de um bate-papo sobre o estilo de Iris e seu papel na moda. A atriz Nathalia Timberg e a figurinista Tatiana Brescia conversarão com o público, com mediação da jornalista Cris Guerra.

A sessão das 20h deste domingo (13) de Através da Iris em Belo Horizonte, cujos ingressos já estão esgotados, será seguida de um bate-papo sobre o estilo de Iris e seu papel na moda. A atriz Nathalia Timberg e a figurinista Tatiana Brescia conversarão com o público, com mediação da jornalista Cris Guerra.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE TEATRO