O que aconteceu com Laerte Morrone, o cunhado vagabundo Giggio em Pão-pão, Beijo-beijo?

Personagem é um dos responsáveis pelas cenas de humor da novela, produzida em 1983

Redação - Observatório da TV 19/06/2022 04:49
Reprodução/TV Globo
Giggio (Laerte Morrone) em Pão-pão, Beijo-beijo (foto: Reprodução/TV Globo)

O Canal Viva atualmente exibe em sua faixa das 14h a novela Pão-pão, Beijo-beijo, escrita por Walther Negrão e levada ao ar originalmente em 1983 pela TV Globo, na faixa das 18h. Nela, o ator Laerte Morrone vive Giggio, irmão de Loreta (Renata Fronzi).

Nem um pouco afeito ao trabalho, Giggio é sempre chamado (com razão) de 'come e dorme' pelo cunhado Guido (Mário Benvenutti), às custas do qual vive. Folgado, mimado, espaçoso e enrolador, Giggio rende diversas cenas de humor em Pão-pão, Beijo-beijo.

Laerte Morrone esteve presente no elenco de vários sucessos da TV brasileira entre as décadas de 1970 e 1990. Nascido em 1932 na capital paulista, o artista iniciou sua carreira no teatro nos anos 1960, após uma temporada na Europa, e era filho de um escultor, Luís Morrone, e de uma pianista, Ignez Cortopassi Morrone.

Antes de começar a fazer novelas, na TV Tupi, o ator interpretou Garibaldo no infantil Vila Sésamo, coprodução das TVs Cultura e Globo. Na Tupi, Laerte Morrone participou de novelas como O Sheik de Ipanema, Vila do Arco e O Julgamento, entre 1975 e 1977, e na Cultura esteve também em teleteatros, como

O primeiro trabalho do gênero na Globo foi Marron Glacé (1979/80), de Cassiano Gabus Mendes, como o maître Waldomiro, que perseguia os garçons do buffet que levava o mesmo nome da história, propriedade de Madame Clô (Yara Cortes).

Em Elas por Elas (1982), também de Cassiano, Laerte viveu Roberto, um advogado que representa os interesses de Márcia (Eva Wilma) depois da morte do marido dela, Átila (Mauro Mendonça). No ano seguinte, o 'come e dorme' da novela de Walther Negrão.

Reprodução/TV Globo
Aprígio (Laerte Morrone) e Aparício (Paulo Autran) em Sassaricando (Reprodução/Canal Viva) (foto: Reprodução/TV Globo)

Na segunda metade dos anos 1980, Laerte Morrone participou dos sucessos A Gata Comeu (1985), de Ivani Ribeiro, como Vitório, o falso Conde de Parma; Sassaricando (1987/88), de Silvio de Abreu, no papel de Aprígio, irmão de Aparício Varela (Paulo Autran); e Que Rei Sou Eu? (1989), de Cassiano Gabus Mendes, como Gérard Laugier, Conselheiro da Alimentação do fictício reino de Avilan.

Nos anos 1990, o ator marcou presença em novelas de várias emissoras: Gente Fina (1990), na TV Globo; Tocaia Grande (1995/96), na TV Manchete; Os Ossos do Barão (1997), no SBT; Estrela de Fogo (1998/99) e Tiro e Queda (1999), suas duas últimas, na TV Record; entre outras.

Laerte Morrone faleceu em 2005, aos 72 anos, em decorrência de complicações pulmonares surgidas após a realização de uma cirurgia de vesícula.

Este post O que aconteceu com Laerte Morrone, o cunhado vagabundo Giggio em Pão-pão, Beijo-beijo? foi publicado primeiro no Observatório da TV.

MAIS SOBRE SERIES-E-TV