Entenda quais são as principais diferenças do cigarro e da maconha

Que as drogas são prejudiciais a saúde todos sabem, mas é importante entender quais são seus efeitos e consequências em nosso corpo

28/01/2022 11:33
Freepik
(foto: Freepik)

 
Você já parou para se perguntar se, entre maconha e cigarro, existe, de fato, uma que é menos prejudicial à saúde
 
Muito se fala que ambas são capazes de causar malefícios à saúde, mas será que entre ambas, existe uma que é menos prejudicial?
 
Esse é um assunto do qual já foi alvo de bastante debate e muita desinformação. Se, por um lado, há aqueles que afirmam que a maconha não causa mal, há aqueles que defendem o contrário.  
 

Quais os efeitos do cigarro?

 
É importante entender qual é o efeito de cada uma dessas drogas no corpo. Em relação ao cigarro, o principal problema é o fato de a fumaça ser inalada para os pulmões.
 
E, devido a isso, ele se distribui para cada sistema circulatório, permitindo que a nicotina chegue ao cérebro de 7 a 19 segundos no cérebro, por exemplo. Apesar de isso já ser preocupante, as coisas não param por aí.
O fluxo sanguíneo capilar pulmonar é rápido, e todo o volume sanguíneo do corpo percorre os pulmões em cerca de um minuto. 
 
Resultado? As substâncias tóxicas do cigarro, inaladas pelos pulmões, percorrem pelo organismo em alta velocidade.
 

Quais as doenças que o cigarro causa?

 
A própria dependência à nicotina já é uma doença e, a partir dela, pode-se desenvolver cerca de 50 outras enfermidades. 
 
Dentre elas, as mais comuns são os vários tipos de câncer: pulmão, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, colo de útero etc.
 
No entanto, há algumas doenças cardiovasculares que têm ligação com o tabagismo. 
 
Dentre elas, podemos citar: infarto agudo do miocárdio, angina, hipertensão arterial, trombose, acidente vascular cerebral e vários outros.

Quais são os efeitos da maconha?

 
A maconha tem um efeito mais "recreativo" e é mais popular entre os jovens. E, não raramente, ela é comparada a drogas como md droga, por exemplo. E isso acontece, em especial, devido aos seus efeitos alucinógenos.
 
No entanto, a maconha causa várias outras reações, em diferentes partes do corpo, o que é bastante prejudicial. A exemplo, podemos citar:
 
  • pulmão: ao inalar a fumaça, as substâncias podem causar irritação na traqueia e dilatação dos brônquios;
  • intestino: as substâncias da droga retarda a sensação de saciedade;
  • olhos: a maconha provoca relaxamento muscular e vasodilatação nos olhos. Ou seja, os olhos tendem a ficar mais secos e irritados;
  • boca: há uma alteração nas glândulas salivares, o que faz o usuário ter a sensação de secura na boca;
  • coração: aumenta a pressão arterial, o que altera o ritmo cardíaco. Em fases agudas, o coração chega a bater 50% mais rápido;
  • órgãos sexuais: estudos apontam diminuição de até 50% dos níveis de testosterona e produção de esperma. Em mulheres, há alteração no ciclo menstrual;
  • cérebro: afeta o campo da memória, redução na capacidade de raciocínio lógico e concentração, ampla sensação de relaxamento, perda parcial de controle de movimento e equilíbrio etc.
 

Quais doenças a maconha causa?

 
As doenças ocasionadas pela maconha tem mais ligação com o lado psíquico, ou seja, mentais. TDAH, esquizofrenia, ansiedade, depressão, por exemplo, são alguns deles. No entanto, também pode causar câncer de bexiga e pulmão.
 
O problema das drogas 
 
Ambas são prejudiciais ao organismo, uma vez que aumenta consideravelmente as chances de doenças psíquicas ou de câncer, por exemplo.
 
Muito se pergunta sobre o que é overdose de drogas tendo em vista que é um dos estágio mais crítico e grave de um dependente.
 
Então, mesmo que uma seja mais "leve" que outra, a longo prazo, os problemas são os mesmos.

MAIS SOBRE NEGÓCIOS