O profissionalismo no atual mercado de trabalho

Se você pretende ser um profissional de sucesso no atual mundo do trabalho, deve perceber que agora é essencial colocar em evidência suas competências técnicas e humanas

por Estado de Minas 16/06/2018 22:03
RONALDO NEGROMONTE
Palestrante e consultor em desenvolvimento de pessoas e organizações
>>E-mail para esta coluna: emprego.em@uai.com.br


Outro dia, observava duas profissionais na mesma função. Havia, porém, clara diferença na atitude de ambas. Enquanto uma delas tinha um ar insatisfeito, não sorria e fazia as coisas mecanicamente, a outra mostrava boa comunicação, agilidade e motivação especial em tudo. O comportamento era o grande diferencial que destacava os valores de uma e a baixa qualidade da outra.


Se você pretende ser um profissional de sucesso no atual mundo do trabalho, deve perceber que agora é essencial colocar em evidência suas competências técnicas e humanas. Independentemente do cenário de crise de empregos, as qualidades comportamentais vão se transformar no grande trunfo do mercado de hoje e do futuro. As crises passam, mas os valores ficam e sempre deixam marca positiva. Hoje, algumas organizações já nem consideram tão essenciais os cursos de MBA e pós-graduação ou a experiência internacional no currículo de quem está começando uma carreira. Isso porque, na ansiedade para conquistar o emprego dos sonhos, muitos jovens se especializam só para impressionar as empresas, o que acabou se tornando um lugar comum. Mais que diplomas, agora conta pontos o conhecimento adquirido na experiência diária. Daí que muitas organizações preferem formar, elas mesmas, o profissional que buscam. Isso é sempre mais viável para as capacidades técnicas, o que se pode aprender em treinamentos e na formação orientada.


Porém, o que vai diferenciar mesmo o trabalhador é a pessoa que ele é. Ou seja, o comportamento que tem ao realizar suas tarefas, a forma como se relaciona em equipe, seu equilíbrio nas diversas situações, a criatividade no dia a dia, a atitude de atender bem as pessoas. E isso vem das competências humanas. Elas são mais difíceis de ser medidas, porém, garantem desempenho acima do comum, fazem com que o profissional encontre satisfação pessoal no trabalho e aumente a margem de resultados. Essas qualificações são mais relevantes ainda nas áreas de liderança, em que é preciso coordenar a atividade das pessoas, comunicar-se melhor, canalizar a diversidade de potenciais, motivar ideias e maior produtividade em equipe.


Esse novo protótipo do trabalhador não é mais o daquele que apenas busca cumprir suas obrigações passivamente, mas sim de alguém que observa, pensa e atua melhor por conta própria. Por isso, as capacidades que aumentam a produtividade, resolvem problemas, melhoram o ambiente, deixam os clientes felizes e criam imagem positiva do negócio estarão em alta daqui pra frente. Aqueles que não apresentam essas competências comportamentais correm o risco de enfrentar grandes dificuldades para manter-se ou progredir no mercado futuro.


Muitos jovens, por exemplo, reclamam não conseguir emprego por falta de experiência. E, também, por não estarem empregados, não conseguem a tal experiência inicial. Antes de cair nesse círculo vicioso do acomodamento, os novos candidatos deveriam prestar mais atenção às muitas oportunidades de capacitação que ocorrem naturalmente no seu dia a dia. Até por serem jovens, eles mostram valores típicos dessa idade que não deveriam ser descartados. Experiência se alcança em tudo aquilo que demanda esforço inteligente e continuado. Nesse caso, um currículo poderia ser montado de forma funcional, privilegiando trabalhos realizados sem vínculo empregatício, habilidades, interesses e pontos fortes da pessoa. O importante é ser perceptivo sobre as verdadeiras demandas nesse atual universo do trabalho e resgatar as competências que estão inseridas no próprio quotidiano. Daí é seguir em frente, sem maiores receios, rumo a seus ideais.


É mais inteligente você estar preparado para as oportunidades e não aparecer nenhuma, do que surgir uma boa oportunidade, mas você não estar preparado para aproveitá-la. Quem aprende mais e cresce sempre, com certeza, vai chegar mais adiante. Profissionalismo não é coisa para um momento, mas um comportamento continuado e ascendente. Isso vale para pessoas e para empresas. Elas também devem mostrar agora uma atitude mais a tom com as demandas do momento. Devem ser mais éticas, comunicativas, participativas em sociedade e com o foco nas pessoas, tanto dentro como fora de seus portões. É como diz o perspicaz escritor e futurista americano Alvin Toffler: “O segredo do sucesso a longo prazo é a eficiência a longo prazo”.

Contatos: (31) 99276.4313 – negromonte.lima@bol.com.br

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE NEGÓCIOS