Acusada de blasfêmia na web, Ariana Grande lança o single 'God is a woman'; ouça

A música, cuja tradução é 'Deus é uma mulher', integra o novo disco da cantora, 'Sweetener', que tem lançamento previsto para o dia 17 de agosto

por Estado de Minas 13/07/2018 10:04
Twitter/Reprodução
Ariana Grande lança o quarto disco de sua carreira, 'Sweetener', em 17 de agosto. (foto: Twitter/Reprodução)
Ariana Grande liberou mais uma faixa de seu próximo álbum. Nesta sexta-feira (13), a cantora divulgou God is a woman (''Deus é uma mulher'', em tradução livre), canção do disco Sweetener, que tem lançamento previsto para o dia 17 de agosto

Na música, Ariana exalta o poder feminino e provoca os mais conservadores. ''Você vai acreditar que Deus é uma mulher'', canta ela no refrão. ''Vagina é um privilégio'', celebra, outro. 

Antes mesmo de ser lançada, a canção já vinha causando polêmica na web. Muitos internautas inundaram as redes sociais da cantora com comentários. ''De nenhuma forma ela pode acreditar que Deus é uma mulher. Deixem ela ler a bíblia antes dela falar sobre isso. Estou enjoada com as pessoas atacando nós cristãos enquanto nós não concordamos com isso, me pergunto o que eles fariam se alguém postasse falsos fatos sobre suas religiões'', escreveu uma internauta. 

''Isso é muito desrespeito! Parem a blasfêmia!'', criticou outra. ''Eu te amo Ariana Grande, mas cale a boca. Deus não é uma mulher. Não seja desrespeitosa porque você é uma celebridade. Do contrário, Deus irá tomar de volta a vida que Ele te deu'', ameaçou outra. 
 
Confira:
 

Apesar das críticas, a cantora se mostrou tranquila em posts no Twitter. Ao trocar mensagens com os fãs na noite desta quinta-feira (12), antes do lançamento do single, ela escreveu: ''Estava esperando isso e é claro que entendo, mas isso é arte. Está tudo bem se nem todo mundo entender o que eu faço. Me sinto muito grata por ter a oportunidade de ser eu mesma e inspirar outras pessoas a fazerem o mesmo. Eu prefiro fazer isso do que não me arriscar''

God is a woman é a terceira faixa do novo projeto de Ariana Grande. Em abril, a cantora lançou No tears left to cry, acompanhada de um videoclipe. Já em junho, ela divulgou The light is coming, parceria com a rapper Nicki Minaj

Sweetener chega ao mercado dois anos depois do lançamento de seu último álbum, Dangerous woman (2016), que conquistou as paradas de sucesso com singles como Side to side e Into you

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA