Arctic Monkeys faz primeiro show em quatro anos e mostra músicas inéditas

Com 20 músicas no repertório, show contou com cinco canções do ainda inédito 'Tranquility base hotel & casino'

por Estado de Minas 03/05/2018 13:51
Divulgação
'Tranquility base hotel & casino' chega às plataformas de streaming no dia 11 de maio. (foto: Divulgação)
Longe dos palcos desde 2014, quando encerraram a turnê do disco AM (2013), o grupo britânico Arctic Monkeys voltou aos palcos na noite desta quarta-feira (2), em San Diego, nos Estados Unidos. Com 20 músicas no repertório, o quarteto incluiu cinco canções do ainda inédito Tranquility base hotel & casino, sexto disco de estúdio. 

A performance das músicas - Four out of five, One point perspective, American sports, You're so dark e She looks like fun - é uma das poucas oportunidades que o público terá de ouvir as canções antes do lançamento do trabalho, marcado para o dia 11 de maio. Caso raro, o grupo decidiu não lançar singles antes do álbum ser liberado na íntegra. 

O disco contará com 11 músicas e foi produzido por James Ford, que já trabalhou com o grupo em seus quatro discos anteriores, além de Alex Turner, o vocalista da banda, que também conta com Matt Helders (bateria), Jamie Cook (guitarra) e Nick O'Malley (baixo). 

Desde que surgiram com o disco Whatever people say I am, that's what I'm not,  em 2006, a banda vem explorando novos territórios musicais a cada disco. O sexto não deve fugir à regra. 

O último trabalho dos Arctic Monekys, AM, lançado em 2013, trouxe uma forte verve hard rock e da música psicodélica, além de ter emplacado hits como R u mine?, Do I wanna know? e Why'd you only call me when you're high?. O disco contou com a colaboração de Josh Homme, da banda Queens of The Stone Age. 

Em uma entrevista para a revista Mojo, publicada no Reino Unido, os integrantes da banda falaram sobre o processo de criação do trabalho e citaram artistas e músicas que os inspiraram. Entre os títulos que fizeram a cabeça do vocalista e guitarrista do grupo está a canção Aos barões, do mineiro Lô Borges
 
Abaixo, confira a performance de One point perspective

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA