Com homenagem a Carlos Eduardo Miranda, Francisco El Hombre se apresenta em BH

Produtor participou do segundo disco da banda que mistura música brasileira com latinidades

por Cecília Emiliana 30/03/2018 08:00
Rodrigo Gianesi/divulgação
(foto: Rodrigo Gianesi/divulgação)
Digamos que sentimentos contrastantes são a marca da banda Francisco, el Hombre. Nenhuma novidade, dirão os fãs, pois a mistura total de ritmos, estilos, línguas e figurinos é a principal característica do quinteto, que se apresenta nesta sexta-feira (30), em Belo Horizonte.

Desta vez, quem embaralhou tudo foi o acaso. Em 22 de março, os músicos viram sua contagiante energia ser reduzida a 10% – ou menos. “Naquele dia, a gente tomou um superbaque, né? Morreu o (Carlos Eduardo) Miranda, com quem estávamos produzindo nosso segundo disco. Ele sempre nos apoiou e era quase um anjo da guarda da banda”, diz o vocalista Sebastián Piracés-Ugarte,  referindo-se ao produtor gaúcho que fez história no pop nacional, morto aos 56 anos devido a um aneurisma. “Quando morre um amigo assim, tão querido, não tem como ficar bem. Ficamos pra baixo, até um pouco sem ânimo para cumprir a agenda”, revela Sebastián.

Três dias depois do triste episódio, o Lollapalooza reservou emoções igualmente intensas, porém opostas, à banda paulista. No domingo (25), coube a ela a difícil missão de abrir o último dia do festival, em São Paulo. O horário – 11h45 – não poderia ser mais ingrato, reservado à “ressaca” do público, que “fervia” no Autódromo de Interlagos desde sexta-feira.

“Foi muito além do que imaginávamos. Pensei que a gente não ia juntar nem meia dúzia de pessoas, mas tivemos mais plateia do que muito show grande que rolou nos outros dias. Todo mundo contagiado, com uma energia impressionante do começo ao fim. Foram 40 minutos, mas a sensação foi de que tocamos uma única música, de tão intensa a experiência. Foi surreal!”, descreve Sebastián. “Com certeza, fizemos aquele show pro Miranda. Onde quer que ele esteja, deve estar orgulhoso de nós.”

Sebastián prefere não criar expectativas para a apresentação desta sexta-feira, no Distrital. A ideia é, mais uma vez, deixar as emoções por conta do acaso. O repertório será o mesmo do disco Soltasbruxa (2016) e inclui Triste, louca ou má, indicada ao Grammy Latino na categoria melhor canção em língua portuguesa. Com mais 6 milhões de views no YouTube, a música faz parte da trilha da novela Do outro lado do paraíso (TV Globo).

O mistério é total em relação ao segundo disco, cuja produção foi interrompida devido à morte de Miranda. Sebastián revela apenas que será ainda mais dançante do que Soltasbruxa e trará homenagem especial ao amigo. “A gente fez uma canção especial pra ele. Na verdade, o disco inteiro é dele. Não tem como ser de outra maneira”, conclui.

FRANCISCO, EL HOMBRE
Distrital do Cruzeiro. Rua Opala s/nº, Bairro Cruzeiro. Sexta-feira (30), a partir das 20h. Com Iconili e DJ Palomita. Ingressos a partir de R$ 28. Vendas on-line: www.sympla/conexao. Informações: (31) 3284- 0709.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA