Duda Reis critica Record e diz que Nego do Borel foi indiciado por agressão

Em vídeo, a influenciadora dá detalhes sobre o avanço do caso na Justiça e acusa a emissora de desestimular as denúncias de violência doméstica: 'Desserviço'

Reprodução/Instagram
Duda Reis acusa o cantor Nego do Borel de agressão e violência doméstica (foto: Reprodução/Instagram)
Duda Reis usou suas redes sociais na noite desta sexta-feira (17), para se pronunciar sobre a participação polêmica do cantor Nego do Borel no reality show 'A Fazenda 13'. O funkeiro é acusado pela atriz e influenciadora por estupro, agressão, violência doméstica, lesão corporal e transmissão de HPV.

Em vídeo publicado, ela afirma que a Record comete um "desserviço social" ao dar visibilidade a 'homens com ficha criminal' e acusa a emissora de desestimular as denúncias de violência doméstica.

 

"A maior pena pra mim é uma emissora ter atitudes como essa em diversos anos, de colocar homens com ficha criminal na TV e dar chances pra esses homens. É muito triste, muito doloroso e é um desserviço para a sociedade. A Record tenta dar espaço para pessoas que não merecem, aonde existem diversas pessoas legais e do bem, que merecem entrar. Mas homem que agride mulher, não tem espaço", disse Duda, que ainda continuou:

"E não é a primeira vez que a Record faz isso. Isso desestimula a mulher a denunciar. E aí o que a sociedade faz? Acolhe o homem que agrediu a mulher, que é de fato a vítima, e que é revitimizada quando passa esse homem na TV", disparou. 

 
A influenciadora se manifestou após a peoa Dayane Mello comentar sobre o caso dentro do confinamento e defender o cantor Nego do Borel das acusações — o que fez com que o assunto se tornasse um dos mais comentados na web. Em resposta, Duda Reis lamentou o machismo na fala da modelo: 

 

"De fato, é lamentável ver mulheres duvidando da palavra e da história de outras mulheres, ainda mais em rede nacional. Mas isso só reitera o machismo e como somos ensinados a não levarmos em consideração o que a mulher viveu e sofreu. Como vocês querem que a mulher denuncie, se em um exemplo de um caso de violência doméstica o homem agressor é colocado num reality e ainda recebe 150 mil [reais] para participar? Francamente! Por isso que as taxas de feminicídio só aumentam, a emissora prestando um desserviço", desabafou no Twitter. 



Indiciado

 

No vídeo, Duda também aproveitou para atualizar os seguidores sobre o avanço do caso, aberto em janeiro deste ano, e revelou que Nego do Borel foi indiciado por violência doméstica contra ela.

"Hoje, o juiz decretou, que o Leno Maycon (Nego do Borel) foi indiciado por agressão e violência doméstica. Acho que vocês precisam saber, principalmente quem duvida da palavra da mulher e sempre a coloca em questão", informou Duda. 


"Eu deixei a justiça falar por si só e tenho deixado. Até então, ninguém foi inocentado. E inclusive, o agressor tentou calar a vítima, me processando e foi negado", contou ela.

Em julho, a defesa de Nego do Borel chegou a abrir queixa-crime contra Duda por difamação, calúnia e injúria, mas o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou as acusações do cantor. 


Ele também foi acusado de violência doméstica por outra ex-namorada, Swellen Sauer, que foi sua assessora de imprensa em 2013, no início de sua carreira. Nesta ocasião, o cantor foi indiciado pelo crime de lesão corporal na forma da Lei Maria da Penha. 


"Além das minhas denúncias, ele tem denúncias de outras duas ex-namoradas, que também foram comprovadas", informou Duda, ao dar mais detalhes sobre o caso.

Nego do Borel, por sua vez, nega todas as acusações. 

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: