Leitores da Coluna HIT apontam as palavras mais chatas do ano

Top, zap-zap, fake news, Bolsominion, Petralha, sextou e talquei estão entre as eleitas

por Helvécio Carlos 26/12/2018 10:05
E lá vamos nós para o encerramento de mais um ano e, com ele, a busca da palavra mais chata de 2018. Como faz há quatro anos, a coluna acionou um grupo para descobrir o termo ou expressão que cansou. “Claro que é top”, afirma, sem pestanejar, o artista plástico Marcus Pascoalim, citando a palavra que esteve em destaque nas listas anteriores. Não faltaram lembranças até mesmo das “derivações” de top. “Topzera!”, lembra a jornalista Fernanda Ribeiro. “Por que não basta ser top em 2016 e 2017, tem que ser topzera em 2018”, emenda ela, com humor.

Cria das redes sociais, zap-zap foi citada pelo empresário Sérgio Tristão. “A mais chata do ano. Já desisto de marcar compromisso quando alguém pede para mandar um zapzap e combinar. Essa mania de criar terminologias para tudo é irritante e cafona”. Ele cita também a expressão marcar um call, comum no meio corporativo. “Por que as pessoas insistem em inserir palavras em inglês na língua portuguesa? Podemos até marcar um call, mas será em inglês, okey para você?”, ironiza.

Em ano de política, proliferaram termos e expressões ligados à campanha eleitoral. “Bolsominion versus petralha”, aponta o arquiteto Paulo Junqueira, lembrando que o Brasil passou por uma forte e triste divisão, faltando respeito, diálogo e compreensão. Mito também caiu na roda. “Não acho que faça jus à palavra. Afinal de contas, não existe nenhuma ação comprovadamente relevante para que nosso futuro presidente seja chamado de mito. Pelo contrário... Criou-se um mito fake, muita gente acreditou e repetiu sem critério, sem apuração. Por isso, essa palavra, além de chata, caiu no meu critério de significação”, afirma a jornalista Juliana Gontijo.

Ramiro Maia optou por apontar a melhor palavra: “Amor. Essa é atemporal, não importa o ano. Tem que estar sempre presente – no início, meio, fim e after! Vamos viver a vida com mais amor, apesar das chatices mundanas e cotidianas. O amor é o que realmente interessa.”

COACH

“Atualmente, todos são coach em algo. Porém, poucos de fato entendem com profundidade os temas nos quais alegam ser especialistas. Mais uma palavra desgastada pelo uso.”
. Breno Melo, médico

CRISE
“Tratei de trabalhar dobrado, agradecer pela saúde e disposição e pronto. Dias melhores virão!”
. Daniele Benício, estilista

“Sei da crise. Todos sabemos. Mas essa palavra chata justificou tudo em 2018. Até a preguiça e falta de comprometimento e responsabilidade.”
. Adriana Vasconcelos, empresária

DEUSO
“É uma palavra bem chata! Não é muito melhor classificar um vestido como bonito, um colar como maravilhoso ou o sapato como lindo?”
. André Mussi, advogado

EMPODERAMENTO
“Pelo desgaste do significado segregador ideológico dentro dos segmentos usados, correndo o risco de transformar grupos em guetos. Provoca um efeito contrário que distancia, em vez de igualar política, social, racial, sexual, econômica, ética e moralmente.”
. Alex Dario, estilista

ELEIÇÃO
“O que era para unir a nação acabou provocando uma terceira guerra mundial. Relacionamentos desfeitos, famílias separadas. Não quero ouvir essa palavra tão cedo.”
. Carlos Nunes, ator

FAKE NEWS
“Achei cansativo esse termo, pois estimulou bastante o uso de falsidades e mentiras.”
. Arízio Melo, produtor

“Essas palavras foram e são usadas para manipular as pessoas. Transformam bandido em mocinho e vilão em bandido. Em um país como o Brasil, é a nossa derrocada.”
. Maurício Canguçu, ator

GRATILUZ
“Junção cafona de duas palavras bacanas (gratidão e luz), usada geralmente por bolsominions.”
. Fernanda Mello, escritora

GRATITUDE
“Estava muito maisntream falar gratidão e criaram esse absurdo.”
. Marco Faria, empresário

HASHTAG
“Tudo era hashtag alguma coisa: ele sim, ele não, somos todos alguma coisa. Falta de opinião individual, só pega o bonde coletivo e posta.”
. Gustavo Paulino, empresário

LACROU
“Gíria chata.”
. Marco Túlio Lara, músico

LOOK
“E todas as suas variações: do dia, fitness, night. As pessoas se esqueceram de que o que vestem não reflete o que elas são o tempo todo. A preocupação em mostrar a aparência sempre linda está fora da realidade, do cotidiano. Acho que o look realidade, o look cidadania, o look gentileza é mais adequado. Afinal, ninguém é perfeito o tempo todo.”
. Mariana Tomasi, designer de joias

MIMIMI
“Primeiro, porque é feia. Segundo, porque quem reclama de mimimi já não demonstra empatia. E essa é uma postura muito egoísta e ultrapassada.”
. Jaime Hosken, jornalista

MITO
“Pela banalização ou distorção do sentido real da palavra.”
. Cynthia Viana, arquiteta

MITOU
“A palavra que simboliza o ano de 2018 nasceu da política: mitou. É um neologismo que significa tornar-se mito. A gíria se espalhou pelas redes sociais como uma praga virtual.”
. Afonso Borges, escritor

MIGLES

“É difícil escolher uma palavra só, mas a que dá mais preguiça é migles. Em vez de chamar uma amiga pelo nome, chama de migles. Morro de preguiça!”
. Bya Lyra, empresária

PETRALHA

“Não aguentava mais tentar argumentar que não queria o Bolsonaro como solução para os problemas do Brasil e que essa escolha me fazia petista e se fizesse isso não significaria que ser petista era um sinal de mau-caráter! Isso me fez desligar o Facebook por muito tempo.”
. Alencar Ferreira, produtor

PROCRASTINAÇÃO
“Este não foi um ano fácil. Tivemos de cancelar muitos projetos devido a ela. Acredito que a situação do país tenha gerado esse sentimento ruim nas pessoas. A atitude por parte de alguns em adiar decisões acabou gerando uma certa paralisia na vida de todos nós. Em outro momento até poderíamos ter mudado esse sentimento em nosso entorno, mas não conseguimos.”
. Flávia Albuquerque, galerista

SEXTOU
“Porque é barango.”
. Daniela Gontijo,
empresária

TOP
“De tão chata, deveria ter
uma categoria só dela.”
. Rodrigo Carneiro, empresário

#ELESIM #ELENÃO
“A escolha é minha.”
. Duda Mourão, produtora

“Não existe coisa mais chata do que extremismos. Respeitar a opinião do outro é uma questão de educação e civilidade.”
. Carlo Dee, DJ

“Por representar o radicalismo que cercou as eleições dos dois lados.”
. Frede Andrade,
empresário

#TALQUEI
“Não vou explicar o motivo, talquei?”
. Paulo André, ator

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS