Prefeitura cancela (de novo) a Virada Cultural de BH

Quinta edição, que ocorreria no fim de semana passado, foi cancelada pela segunda vez

por Redação EM Cultura 04/11/2018 17:49
Leandro Couri/EM/D.A Press
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

A quinta edição da Virada Cultural de Belo Horizonte deveria ter ocorrido em 2017. Mas não ocorreu. A nova data seria agosto de 2018 (dias 4 e 5). Também não ocorreu. Uma terceira data havia sido definida como o fim de semana passado (dias 4 e 5 de novembro). Na quinta-feira anterior (dia 1º/11), a Secretaria Municipal de Cultural (SMC) e a Fundação Municipal de Cultura (FMC) anunciaram, em comunicado conjunto, que o evento “acontecerá no primeiro semestre de 2019”.

As razões apontadas para os sucessivos “adiamentos” – a FMC e a SMC evitam o termo cancelamento, embora a Virada Cultural deixe de ocorrer pelo segundo ano consecutivo – são da ordem da organização. O comunicado não menciona falta de recursos.

“Iniciado em março de 2018, o processo de licitação da Prefeitura de Belo Horizonte para contratação da infraestrutura necessária para eventos de grande porte como a Virada Cultural se estendeu mais do que o esperado e não foi concluído até o presente momento, mesmo com os esforços dos órgãos municipais envolvidos. Diante da data prevista para finalização do processo licitatório, meados de novembro, não haveria prazo necessário para abertura do chamamento dos artistas locais para integrarem a grade de programação do evento, fator imprescindível para a SMC e FMC na construção da Virada Cultural”, diz o texto.

Chama a atenção que a “finalização do processo licitatório” estivesse prevista para “meados de novembro”, considerando-se que a data de realização da Virada era o primeiro final de semana do mesmo mês.

Conforme mostrou reportagem do Estado de Minas publicada em 15 de janeiro deste ano, a Lei Orçamentária Anual (LOA) reservava R$ 800 mil para a realização da Virada Cultural. Ouvido à época pela reportagem, o secretário-adjunto de Cultura, Gabriel Portela, afirmou: “Quanto à Virada, assim como os outros eventos executados pela SMC e FMC, ela se encontra em processo de avaliação e planejamento”.

INTENÇÃO Um mês depois de se unir ao secretariado do prefeito Alexandre Kalil, em junho de 2017, Juca Ferreira disse: “Minha intenção é manter a Virada. Sei que é algo muito importante para BH. Ela ainda está sendo decidida. Se for possível, acontecerá ainda em 2017”.

A página da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) na internet define assim a Virada Cultural: “Com a pegada de transgressão, a Virada propõe, de forma inteligente e direta, uma discussão sobre temas ligados ao cotidiano da cidade, como o uso do espaço público, sustentabilidade, mobilidade, acessibilidade e novas vivências. A programação contempla artistas selecionados, artistas convidados, projetos aprovados da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. As apresentações oficiais são gratuitas e realizadas em vários palcos pela cidade, além da programação associada em teatros, museus e centros culturais.

A Virada é, principalmente, a ocupação do espaço urbano pelo público e pelo artista, nas suas mais diversas expressões. Para isso, convidamos especialmente artistas de rua, grupos de teatro e de intervenções urbanas, criativos em performances dos mais variados tipos, para se inscreverem. O objetivo é espalhar arte por toda a cidade”.

Em setembro de 2017, quando foi oficializada a criação da Secretaria Municipal de Cultura, o titular da pasta, Juca Ferreira, descartou a realização do evento naquele ano. ''Até porque agora começa o período de chuvas e fica complicado realizar algo na rua. E organizar uma festa como é a Virada em cima da hora não dá. Se for para fazer, tem que fazer direito. Talvez tenhamos uma minivirada para celebrar os 120 anos de BH no fim do ano'', disse. A “minivirada” não ocorreu. Ferreira anunciou uma edição maior e mais elaborada do evento para 2018.

Em julho deste ano, um mês antes da segunda data estabelecida para a realização da Virada, Ferreira anunciou seu adiamento para os dias 3 e 4 de novembro. E a Virada não ocorreu.

ÍNTEGRA

Confira a nota divulgada pela Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura, no dia 1º/11

“Reafirmando o compromisso com as políticas públicas de Belo Horizonte, a Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura têm empreendido os esforços necessários para a realização das ações já consolidadas no calendário da cidade, como o Festival de Arte Negra e o Festival Literário Internacional, realizados em 2017, o Festival Internacional de Quadrinhos e o Festival Internacional de Teatro Palco & Rua, em 2018.

Esse calendário também conta com a Virada Cultural, evento aguardado pela população da cidade. Lamentavelmente, informamos que foi necessário o seu adiamento pelas seguintes razões:

- Iniciado em março de 2018, o processo de licitação da Prefeitura de Belo Horizonte para contratação da infraestrutura necessária para eventos de grande porte como a Virada Cultural se estendeu mais do que o esperado e não foi concluído até o presente momento, mesmo com os esforços dos órgãos municipais envolvidos.

- Diante da data prevista para finalização do processo licitatório, meados de novembro, não haveria prazo necessário para abertura do chamamento dos artistas locais para integrarem a grade de programação do evento, fator imprescindível para a SMC e FMC na construção da Virada Cultural.

No intuito de manter a população informada e dar transparência aos procedimentos necessários para a realização da Virada Cultural, esclarecemos que, após a conclusão do processo licitatório para a contratação de toda a infraestrutura necessária, será publicado, em dezembro, o chamamento público para seleção da Organização da Sociedade Civil, que será parceira na gestão do evento. Dessa forma, a Virada Cultural acontecerá no primeiro semestre de 2019.”

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS