Após decisão judicial, Alexandre Frota se recusa a excluir posts contra juiz

'O juiz não julgou com a cabeça, julgou com a bunda', foi uma das frases do ator direcionadas a Luís Eduardo Scarabelli

por Estadão Conteúdo 20/12/2017 08:20

Reprodução
Alexandre Frota se envolve em nova polêmica e se recusa a retirar postagens contra juiz. (foto: Reprodução)

Mais um processo e mais uma derrota. Uma liminar da Justiça obriga que Alexandre Frota apague imediatamente todas as publicações direcionadas ao juiz de direito Luís Eduardo Scarabelli. A determinação foi fixada em liminar na terça-feira (19), pela juíza Tonia Yuka Kôroku, da 13º Vara Cível do Foro Central de São Paulo.

 

Em outubro, Frota se revoltou contra Scarabelli por absolver em segunda instância a ex-ministra e ex-chefe da Secretaria de Política para as Mulheres no governo Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci. Ele processou a ex-ministra após ela tecer críticas sobre a visita do ator ao ministro da Educação, Mendonça Filho, em maio do ano passado e também por tê-lo acusado de fazer apologia ao estupro durante entrevista.

Eleonora havia sido condenada em primeira instância e teria que pagar uma indenização de R$ 10 mil, mas recorreu e acabou absolvida. Na saída do Fórum João Mendes, em São Paulo, o ator gravou um vídeo e chamou Scarabelli, juiz responsável pelo caso, de 'ativista gay'.

 

''Terminou agora a audiência e, como a gente já esperava, eu fui julgado por um juiz ativista do movimento gay. O juiz não julgou com a cabeça, julgou com a bunda. E deu a causa para a Eleonora, por enquanto. Isso gera jurisprudência", disse.


Scarabelli processou Frota e pede R$ 10 mil como indenização. O caso ainda não foi julgado, mas a Justiça impôs ao ator que ele apague imediatamente todas as publicações de suas redes sociais direcionadas ao juiz a quem ofendeu. Caso não o faça, terá que pagar uma multa diária de R$ 1 mil.

 

 

"Não há dúvidas que o ator Alexandre Frota utilizou de sua condição de pessoa pública e nacionalmente conhecida, fazendo uso de palavras totalmente descabidas e ofensivas na tentativa de retaliar o magistrado. Isso tudo diante da sua discordância com a decisão tomada pelo Colégio Recursal do Juizado Especial Cível Paulista", dizem Igor Tamasauskas e Débora Cunha Rodrigues, advogados responsáveis pela defesa do juiz. 


Frota também terá que publicar mensagens em suas redes sociais informando aos seguidores que ele foi obrigado a deletar os posts ofensivos por determinação judicial. Além disso, foi obrigado a ler a resposta do juiz ofendido em seu programa na Rádio da Cidade.

 

Nesta quarta-feira (20), o ator publicou um texto em suas redes sociais se recusando a retirar as postagens contra o juiz. ''Primeiro preciso ser intimado. Até lá não vou retirar nada'', escreveu ele. ''A mesma justiça que quer me condenar, é a mesma que solta Zé Dirceu, Marcelo Odebrechet , não prende Lula, solta o goleiro Bruno no dia internacional da mulher, solta a Suzane Richthofen para comemorar o dia das mães, é a mesma justiça que solta Ana Carolina Jatobá para comemorar o dia das crianças, é a mesma justiça que a ré que me xingou de estuprador saí feliz pela porta da frente .È a mesma justiça que quer condenar o Cunhado da Ana Hickman por defender a família. É a mesma justiça que é conivente com o errado. Quer dizer que ser chamado de Ativista Gay agora não pode? Aguardando ser intimado''. 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS