Espetáculo 'Fábrica de Nuvens' entra em cartaz no Teatro Espanca!

Montagem brinca com o trabalho na vida contemporânea

por Walter Sebastião 21/02/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Elenize Desgeniski/divulgação
(foto: Elenize Desgeniski/divulgação)
Uma ONG ambientalista planeja enviar navios para os pólos Sul e Norte com a missão de produzir nuvens capazes de combater o aquecimento global. Um imprevisto impede a palestra de recrutamento de pessoas para a empreitada. Nesse contexto, secretário, promotora e assistente técnico da ONG acabam revelando o outro lado das próprias personalidades. Assim é o enredo de 'Fábrica de nuvens', peça em cartaz no Teatro Espanca! neste fim de semana.


“O grande tema é a reação das pessoas além dos cargos que exercem, é cada um como ser humano”, afirma o autor Daniel Toledo, que dirigiu e atua no espetáculo. Apesar de tratar de questões contundentes, trata-se de uma comédia. “Ele fala da dimensão humana que se apaga atrás de nossas funções, da nossa hipocrisia, do ambientalismo e do fato de tratarmos das consequências dos problemas sem enfrentar as causas”, resume.

A montagem busca diálogo direto com o público, valendo-se de recursos da dança, da literatura e das artes visuais. “Há imagens que falam por si só, independentemente do texto”, explica Daniel. A ambientação traz videoinstalações de Leandro Aragão. Apesar de fazer parte da cenografia, elas têm autonomia artística, informa o diretor.

Consciência 'Fábrica de nuvens' é o primeiro texto “solo” de Daniel Toledo, de 31 anos, formado em sociologia. Anteriormente, ele assinou 'Dona Ismênia' em parceria com Rita Clemente. “Quero pôr no palco questões do nosso tempo que precisam ser trazidas à consciência, mas com linguagem simples e sem banalizações. O teatro pode ser o lugar da consciência de si, do outro e das relações sociais”, afirma o dramaturgo. Ele já trabalha em sua nova peça, 'Clínica do sono'.

Daniel diz que atuar é uma forma de participar do momento potente “em que o texto acontece de fato”. O autor explica que, ao escrever, a ideia já vem com dramaturgia, espaço e visualidade. “Para mim, seria difícil entregar o texto para outro diretor”, conclui.

FÁBRICA DE NUVENS

De sexta a domingo, às 20h. No Teatro Espanca!, rua Aarão Reis, 542, Centro, (31) 3675-7348. R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS