Grupo Afeta reinventa montagem de texto de Nuno Ramos

Espetáculo fica em cartaz no Teatro Alterosa somente desta quinta até domingo

por Mariana Peixoto 04/04/2013 08:43
MARCO AURÉLIO PRATES/DIVULGAÇÃO
A primeira encenação foi em outubro de 2010. O espetáculo volta agora com novos elementos cênicos (foto: MARCO AURÉLIO PRATES/DIVULGAÇÃO)
Bastou ler uma reportagem para que Nando Motta decidisse montar o texto 'Minha fantasma'. Na época (2009), o diretor Nando Motta havia fundado, com a atriz Ludmilla Ramalho, a Afeta Cia. de Teatro. Ligou para Nuno Ramos, autor do livro, falando de sua intenção. Nando estava em Belo Horizonte; Nuno, em São Paulo. O diretor foi até o escritor e ganhou dele um exemplar do livro, que teve tiragem de 100 exemplares, distribuídos apenas para amigos e familiares de Nuno. Este disse a Nando que não iria interferir em nada, só queria ver o espetáculo quando estivesse pronto. Em outubro de 2010, a Afeta estreou '180 dias de inverno', peça que volta a cartaz agora em nova montagem. De hoje a domingo, o espetáculo será apresentado no Teatro Alterosa.

A narrativa biográfica traz para o centro do palco um homem que cuida da mulher doente. Durante seis meses ele trata de sua depressão e bulimia. “Na verdade, é a história de como ele lida com a mulher e a convivência intensa, cansativa e amorosa, e não com a doença”, afirma Nando. De acordo com ele, “99% do texto escrito por Nuno foi levado para o palco”. Antônio Hildebrando, responsável pela adaptação, rearranjou as cenas para que elas coubessem num espetáculo teatral. Só que o que será visto no palco agora é bem diferente da montagem original.

Há um novo ator em cena – Camilo Lélis, ex-Teatro Invertido –, que atua ao lado de Ludmilla Ramalho e Fabiano Persi. Cenário, figurino e trilha sonora também são novos, agora com a assinatura de Renato Bolelli e Beto Guilger, Paolo Mandatti e Barulhista, da banda Constantina, respectivamente. “O antigo cenário era mais abstrato. Hoje, não, traz um espelho d’água e a impressão é que os móveis estão afundando”, explica Nando, afirmando que a cenografia foi diretamente inspirada nas exposições 'Marémobília' (2000), em que móveis foram colocados dentro do mar, e 'Ai, pareciam eternas!' ('3 lamas'), apresentada no segundo semestre na Galeria Celma Albuquerque, que trouxe três casas em tamanho real que simulavam estar afundando na lama.

A montagem abre as comemorações dos 20 anos do Teatro Alterosa, que criou o projeto Ocupação Alterosa. De 17 a 19 de maio, '180 dias de inverno' será apresentado no Teatro Zap, na região do Bairro Serrano. O espetáculo retorna ainda para dois fins de semana de junho (a partir do dia 7), no Galpão Cine Horto. Ainda este ano, deverá ser vista no Rio de Janeiro e em São Paulo. E em novembro, a Afeta Cia. de Teatro deve estrear seu segundo espetáculo, ainda sem título, sobre o fim do relacionamento de um casal. A peça vai continuar tratando dos dois temas caros à companhia mineira: a tecnologia aplicada ao processo criativo e o teatro-dança.

180 DIAS DE INVERNO
De quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 19h, no Teatro Alterosa (Av. Assis Chateaubriand, 499, Floresta). Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia). Informações: (31) 3237-6611.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS