Livro da cearense Tércia Montenegro chega às vitrines pela Editora Grua

Escritora ganhou a Prêmio Primeira Temporada de Originais da editora

por Carlos Herculano Lopes 12/09/2012 11:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Carlos Eduardo/divulgação
(foto: Carlos Eduardo/divulgação )
 
Depois de vencer o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura com a coletânea de contos O tempo em estado sólido, a cearense Tércia Montenegro submeteu o livro a mais um teste. Enviou-o à Editora Grua, de São Paulo, que, entre 194 originais inscritos para o Prêmio Primeira Temporada de Originais, escolheria quatro para publicação. Novamente saiu vencedora, juntamente com o paulista Luis Roberto Amabile (O amor é um lugar estranho), o gaúcho Taylor Diniz (A superfície da sombra) e o paranaense Luiz Andrioli (O laçador de cães). Os quatro livros acabam de ser publicados.
 
Professora-adjunta do curso de letras da Universidade Federal do Ceará, Tércia Montenegro surpreendeu com O tempo em estado sólido, que traz 18 histórias, a maioria curtas e impactantes. Em “A alma em peso”, por exemplo, uma escritora, meio sem querer, começa a conviver com fotógrafa que a aborda na rua. Dali surge um estranho relacionamento.
 
No conto “Em pleno trânsito”, uma mulher, para se vingar do namorado, aceita fazer um passeio de limusine a convite de um velho rico. Fica de pé, coloca os seios para fora e causa sensação entre os que transitam na rodovia. Outro bom momento está em “As paisagens”: artista plástica que só pinta cães, talvez motivada por lembranças da infância, vai à própria exposição com uma máscara canina. 
 
Tércia Montenegro conta que começou a escrever muito jovem, motivada pelos pais, ambos professores. “A leitura era uma das grandes diversões da minha infância. Com o tempo, fui querendo também escrever histórias, já que tinha tanto prazer em lê-las.”
 
A autora chegou a publicar livros infantojuvenis. A opção pelo conto veio com o tempo. Nesse gênero, lançou O vendedor de Judas, Prêmio Funarte de 1997, Linha férrea, Prêmio Biblioteca Nacional, e O resto do teu corpo no aquário. Agora, Tércia planeja escrever um romance. “Não sei o que vai dar. É um desafio que tenho pela frente”, diz. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS