Confira as futuras adaptações da obra de Stephen King para as telas

'The girl who loved Tom Gordon' está entre os livros a ganhar versão cinematográfica

por Ricardo Daehn 08/09/2019 11:13
None

Aos 71 anos, o escritor Stephen King garante que, enquanto produzir “um bom trabalho”, não pensa em parar na criação de suas narrativas eternamente ligadas à ficção, terror e suspense. Claro que a fantasia segue também compondo a obra do autor, às vias de lançar o 61º livro: O instituto, previsto para chegar no Brasil em 20 de setembro. Popular como poucos — um exemplo está nos 5,4 milhões de seguidores no Twitter —, King, em recente entrevista ao The New York Times, se mostrou receoso e aborrecido com a capacidade de antever, nos registros escritos, a realidade brutal que, volta e meia, assombra a América. “Enquanto escrevia o livro (sobre jovens retirados da guarda dos pais, para serem encarcerados), Trump, de fato, trancafiou crianças”, simplificou.
Com descarte de seres humanos, no desenvolvimento de O instituto, o novo livro prevê uma rebelião a ser comanda por meninos sobrenaturais. Para a inspiração, Stephen King contou que teve em mente os marginalizados e fora do padrão, além daqueles privados de direitos. Quem já teve acesso à parte da leitura de O instituto destaca o empenho de o autor afunilar na ideia de “dispersão” do medo. Justamente na batalha por eliminar o medo, um grupo de jovens criados na literatura de King protagoniza o recém-lançado It: capítulo dois, que vem a reboque do fenômeno do primeiro filme, lançado há dois anos, e que, no Brasil, fez mais de 4,4 milhões de espectadores.

Na continuação do filme, novamente sob comando de Andy Muschietti, crianças seguem capitaneando parte dos medos a serem enfrentados, o maior deles, o palhaço Pennywise. Crianças, na opinião do autor, carregam aura “meio mágica”. Crianças que são “fracas e desamparadas”, mas que juntas, criem “algo muito forte” seguem norteando a mente de King, assumidamente. Quem desconheça esse pendor, que se prepare para um aprendizado, entre os dias 15 de outubro a 10 de novembro, o CCBB trará uma mostra dedicada a King.

Daqui para frente, os espectadores mais escolados dos filmes gerados pelo mestre não terão do que reclamar. Uma penca de obras será adaptada para o audiovisual. Um dos exemplares será The girl who loved Tom Gordon, filme a ser comando por Chris Romero (viúva de George Romero). No futuro filme, a menina Trisha se vê perdida no curso de uma trilha em que se desgarra do irmão e da mãe.

Confira cifras de adaptações do autor para o cinema

Filme / Bilheteria (em milhões de dólares)
It: a coisa: 327 
À espera de um milagre: 137 
1408: 72 
Louca obsessão: 61 
Cemitério maldito: 57 

Algumas futuras adaptações para obra de King

Sleeping beauties
Com o primeiro romance lançado há seis anos, aos 42 anos, Owen King — que é filho de Stephen — está envolvido em projeto para a tevê que adapta um livro de 2017 escrito com o pai. Se seguirem fielmente a narrativa, tratarão de bizarros acontecimentos em uma prisão destinada a mulheres. As detentas são, inexplicavelmente, transformadas em casulos, enquanto dormem.

O talismã
A ser realizado pelo inglês Mike Barker, responsável pelo sucesso da série O conto da aia, a produção alinhará as ideias conjuntas de Peter Straub e Stephen King que, em 1984, assinaram a obra original. Um talismã é a chave que poderá salvar da morte a mãe de Jack Sawyer (condenada por um grave câncer). A fim de reverter o quadro de saúde, Jack investe numa jornada paralela, em um local batizado de Territórios, e que reflete duplos de seu dia a dia.

Cujo: Canine Unit Joint Operations 
Ainda é muito incerta e cheia de especulações, a nova adaptação do livro de 1981 já transformado em filme, dois anos depois. A ser comandado por Lang Elliott, o longa sobre um enraivecido cão São Bernardo que passa a amedrontar uma cidade, teria o ator e produtor DJ Perry no elenco.

Projeto ainda incipiente, e sem diretor anunciado, a série de tevê promete trazer uma figura com quê messiânico, ao tratar de uma batalha descomunal entre sobreviventes de um mundo arruinado pelo próprio homem. King prevê um final adulterado na adaptação centrada numa dupla de sobreviventes do Armageddon. As filmagens foram iniciadas.

The dark tower
Sob a condução do mesmo produtor de The walking dead Glenn Mazzara, a futura série da Amazon trará Jerome Flynn (de Game of thrones) na trama adaptada de Wizard and glass (a quarta parte da saga assinada por King) e que funciona como prequel, desembocando nos eventos do filme A torre negra, criado em 2017. Em estágio de filmagens.

Lisey´s story
Apontado como profissional envolvido no roteiro de O talismã e The stand, Josh Boone, lembrado como diretor de A culpa é das estrelas, será o comandante da adaptação do livro em que uma viúva passa a ser perseguida por um homem obcecado pela obra do falecido marido dela. Com Juliane Moore no elenco, direção de Pablo Larrain, a série traz J.J. Abrams (diretor de Star Wars: Episódio IX) como produtor. Antes do filme, Josh Boone apresentará ao mundo sua aguardada versão de Os novo mutantes (com lançamento para abril de 2020).

Mile 81
Ainda misteriosa, a produção terá como diretor o francês Alistair Legrand (dos longas Diabólico e Clinical). Na trama, um menino perseguido por uma inexplicável força, se mantém ao lado do irmão, enquanto busca ajuda de completos estranhos, à beira de uma estrada.

Os estranhos
Um assumido consumidor de cocaína, até o ano de 1986, King renega a qualidade desta publicação. Para a revista Rolling Stone, King confirmou: "Foi um livro péssimo. O último escrito antes de decidir agir (e parar com o uso)". Na telona, a adaptação, ainda sem muita informação concreta, terá um produtor de peso James Wan (Invocação do mal). Na trama, despontam alienígenas que circundam uma nave estacionada na floresta. Temor na lida com energia nuclear e histeria em massa derivada de erros no uso de tecnológica balizam a ação.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA