Com produtor italiano, ONU fará filme sobre poder da música no Rio

Gravação será realizada com músicos da Baixada Fluminense

por Agência Ansa 16/02/2017 15:22

Ricardo Trida/DGABC
A iniciativa tem o objetivo de engajar as pessoas na implementação da agenda de desenvolvimento sustentável (foto: Ricardo Trida/DGABC)
O projeto das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) estabeleceu uma parceria com documentaristas da Itália e do Brasil para produzir um filme sobre o poder da música na baixada fluminense, no Rio de Janeiro.
   

A iniciativa tem o objetivo de engajar as pessoas na implementação da agenda de desenvolvimento sustentável e de "poder divulgar essa mensagem da importância de direitos, inclusão, além de usar o poder da música", afirmou Layla Saad, vice-diretora do Centro RIO+ da ONU.
   

O projeto-piloto das Nações Unidas reúne os músicos da baixada desde junho do ano passado e já engajou cerca de 100 músicos e bandas. Neste ano, o projeto contará com a produção de um documentário produzido pela brasileira Juliana Spinola e o italiano Christian Tragni. "Eles ficaram sabendo do projeto e decidiram fazer parte por conta própria", ressaltou Saad.
   

O filme será gravado neste mês em Belford Roxo, Nova Iguaçu, Duque de Caxias e outras cidades da baixada. A ideia inicial é que o documentário tenha duração de 30 minutos e fique pronto até o final de março para começar a ser divulgado no mês de abril.
   

Segundo Saad, o projeto visa se aproximar da população para apresentar temas criados na Rio 20 através dos artistas e músicos e ainda criar projetos-pilotos que podem ser replicados em outros países ou municípios, inclusive na Itália.
   

O Rio de Janeiro é um dos principais focos da Agenda 2030, plano de ação global composto por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que foram ratificados por todos os 193 países-membros das Nações Unidas. "O objetivo macro é fazer com que essa agenda vire uma ferramenta para obter melhorias na vida das pessoas", acrescentou a vice-diretora da ONU.
   

O projeto-piloto vai disponibilizar um modelo para réplica nos escritórios do programa em 166 países em desenvolvimento. Entre outras ações disponíveis estão oficinas sobre a Agenda 2030 e os ODS, além da produção de um cd promocional com músicas inéditas sobre sustentabilidade. "Não é tão necessário ter dinheiro, mas sim a visão e acreditar que pode acontecer", concluiu Saad

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA