Empresa que forneceu cachorro para filme alega manipulação

Birds & Animals Unlimited alega que polêmico vídeo foi editado e a frase ordenando para jogar o cão na água não foi dita por uma pessoa responsável pelo animal

por Estado de Minas 24/01/2017 09:54
TMZ/Reprodução
Empresa alega que vídeo vazado foi 'falsamente editado'. (foto: TMZ/Reprodução)
A Birds & Animals Unlimited, empresa especializada em fornecer animais para gravações em Hollywood, se pronunciou na última segunda-feira, 23, sobre o vazamento do vídeo dos bastidores do filme Quatro vidas de um cachorro

Segundo a empresa, o animal só hesitou entrar na água por ter sido colocado em um local do tanque em que não havia ensaiado antes. Além disso, para a Birds & Animals o vídeo foi ''falsamente editado'' e a frase que pode ser ouvida ao fundo, ''apenas jogue o cachorro na água'', não foi dita por uma pessoa responsável pelo animal. 

A empresa também afirmou que o take final do vídeo, quando o cão aparece mergulhado, foi uma sequência de um pulo bem sucedido do cachorro, e não uma continuação da tentativa de inseri-lo a força na água pela lateral do tanque. 

A Birds & Animals forneceu o pastor alemão Hercules para a produção do filme. O vídeo que vazou na última quinta-feira, 19, mostra um adestrador aparentemente forçando o cão a entrar em um tanque que simula correnteza. O cachorro parece assustado e se recusa a entrar na água. 

O comunicado foi divulgado logo após a ONG PETA, entidade que defende o tratamento ético aos animais, pedir boicote ao filme e prometer ações nas portas dos cinemas. 

Na última sexta-feira, 20, Quatro vidas de um cachorro teve sua pré-estreia cancelada pela Universal Pictures. Segundo o estúdio, a decisão foi tomada para não prejudicar o longa. ''Não queremos que nada atrapalhe este filme que celebra o relacionamento entre homens e animais'', disse, em nota. 

A estreia do longa não sofreu alterações e está marcada para a próxima sexta-feira, 27, nos Estados Unidos. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA