A cena final de Debbie Reynolds

Atriz morre aos 84, depois de sofrer um AVC enquanto preparava funeral de sua filha, Carrie Fisher, 60

por Redação EM Cultura 30/12/2016 09:20

Metro Goldywn Mayer/Divulgação
Debbie Reynolds foi a estrela de 'Cantando na Chuva'. (foto: Metro Goldywn Mayer/Divulgação)

A estrela do cinema Debbie Reynolds – famosa pelo clássico Cantando na chuva e que atuou em cerca de 30 filmes entre 1950 e 1967 – morreu na noite da última quarta-feira, 28, de acidente vascular cerebral (AVC), um dia após o falecimento de sua filha Carrie Fisher, que interpretou a lendária princesa Leia em Star wars.

''Ela queria estar com Carrie'', declarou seu filho Todd Fisher, horas depois de, desconsolada pela morte da filha, Debbie passar mal e ser hospitalizada. ''Perdemos um talento único e um tesouro nacional. Sendo tão rápido depois da morte de sua filha, Carrie Fisher, isto é realmente uma dupla tragédia'', declarou Gabrielle Carteris, presidente do Screen Actors Guild, o sindicato de atores, em um comunicado. ''Sua marca em nossa cultura é profunda e ambas viverão para sempre'', completou.

Carrie Fisher morreu na terça-feira, quatro dias após sofrer um infarto em um voo entre Londres e Los Angeles. Debbie, de 84 anos, estava na casa de seu filho Todd para discutir a organização do funeral de Carrie quando passou mal.

''Obrigada a todos os que abraçaram os dons e talentos de minha amada e incrível filha. Estou agradecida por seus pensamentos e orações, que agora a estão guiando em sua próxima parada'', havia escrito Debbie no Facebook após a morte de Carrie.

A atriz cativou o público pela primeira vez com sua atuação no filme Cantando na chuva (1952), que protagonizou com Gene Kelly, apesar de não ser dançarina profissional. ''Cantando na chuva  e dar à luz foram as coisas mais difíceis que fiz na minha vida'', escreveu em uma primeira autobiografia intitulada Debbie, publicada em 1988.

O capitão Kirk de Star trek, William Shatner, afirmou em suas redes sociais que ''Debbie Reynolds era um dos últimos símbolos da Realeza de Hollywood''. ''Meu coração fica partido pelo fato de (ela) ter ido embora.''

 

Nascida sob o nome de Mary Frances Reynolds em 1º de abril de 1932 em El Paso, Texas, Debbie foi a segunda filha de Raymond Francis Reynolds, um carpinteiro ferroviário, e sua esposa, Maxine. Foi descoberta pelos estúdios MGM de Hollywood após vencer um concurso de beleza aos 16 anos, na Califórnia.


Desempenhou, em geral, papéis nos quais interpretava uma heroína jovem, como Quando canta o coração (1950) e A flor do pântano (1957), os primeiros de uma série de populares filmes juvenis. Seu papel em A inconquistável Molly, de 1964, lhe valeu uma indicação ao Oscar.

''Isso é muito duro para entender. Bonita, talentosa, entregue à sua arte, segue Carrie'', escreveu a atriz Bette Midler no Twitter. ''Não há nada pior que ter que enterrar um filho. Debbie morreu com o coração partido, mas agora está com sua filha'', comentou o ator George Takei, o sr. Sulu de Star trek.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA