Tarantino processa site de fofocas por publicar roteiro de seu filme

Diretor acusa a página Gawker de violar seus direitos autorais ao publicar o roteiro de 146 páginas, o qual garante ter mostrado a apenas seis pessoas

por AFP - Agence France-Presse 28/01/2014 10:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
REUTERS/Robert Pratta/Files
(foto: REUTERS/Robert Pratta/Files)
O diretor de 'Pulp Fiction - Tempo de Violência' e 'Django Livre', Quentin Tarantino, processou nesta segunda-feira a página de fofocas na internet Gawker, à qual exigiu dois milhões de dólares por supostamente ter publicado o roteiro daquele que seria seu próximo filme.

Tarantino, que na semana passada anunciou o cancelamento de seu novo longa-metragem, 'The Hateful Eight', acusou Gawker de violar seus direitos autorais ao publicar o roteiro de 146 páginas, o qual o diretor garante ter mostrado a apenas seis pessoas.

"Esta ação se faz necessária pela violação flagrante dos direitos autorais por parte da Gawker Media, ao promover e disseminar cópias não autorizadas de um roteiro ainda não publicado e que vazou", indicou o texto da ação.

"A Gawker Media fez negócios com um jornalismo selvagem, violando os direitos das pessoas para ganhar dinheiro. Desta vez foi longe demais", acrescentou o documento legal, que chegou à AFP através de um advogado de Tarantino, Evan Spiegel.

O cineasta assegurou na semana passada que o responsável pelo vazamento do texto seria uma das únicas seis pessoas que o viram. Entre elas estariam três atores: Tim Roth, Michael Madsen e Bruce Dern.

"Não existia nada de noticioso para justificar que a Gawker Media facilitasse e incentivasse a violação por parte do poder público dos direitos autorais do demandante", indicou a demanda.

Tarantino quer uma compensação de um milhão de dólares por violação de direitos autorais e um valor igual por uma segunda denúncia de ter contribuído a que violassem seus direitos autorais.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA