Mostra apresenta filmes da República Tcheca no Cine Humberto Mauro

Público poderá conferir um recorte especial da produção recente do país, com entrada gratuita

por Agência Minas 07/03/2013 16:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
'Um estranho no ninho', com Jack Nicholson e direção de Milos Forman - longa integra a mostra
A Fundação Clóvis Salgado (FCS) realiza no Cine Humberto Mauro, em correalização com a Embaixada da República Tcheca em Brasília, a Mostra de Cinema Tcheco Contemporâneo. Entre os dias 8 e 14 de março, serão exibidos dez longas-metragens, com enfoque na produção recente do país. A entrada para as sessões é gratuita. O ingresso deve ser retirado com 30 minutos de antecedência, na bilheteria do cinema.

A mostra apresenta um recorte das principais produções recentes da República Tcheca, de diferentes gêneros, como comédia, drama, documentário e animação. São filmes que tratam da guerra e dos governos totalitários do passado, temas recorrentes nas obras dos cineastas tchecos. Para o Cônsul da Embaixada da República Tcheca no Brasil, Viktor Dolista, a presente seleção é um representativo panorama da produção cinematográfica no país, que lança, em média, de 20 a 30 longas-metragens a cada ano. “É uma tentativa de apresentar ao público uma variedade de estilos e temas, de diferentes realizadores”, completa.

A programação também conta com o clássico 'Baile dos Bombeiros', de Miloš Forman. Lançada em 1967, a comédia foi o último trabalho de Forman antes de deixar o país, na época, parte da União Soviética. Devido à imigração do diretor para os Estados Unidos, o longa foi banido da República Tcheca por 20 anos. Entre os trabalhos posteriores de Forman, já em terras norte-americanas, destacam-se 'Um Estranho no Ninho', de 1975, e 'Amadeus', de 1984. No último dia da mostra, inclusive, 'Um Estranho no Ninho' será exibido no projeto História Permanente do Cinema, às 17 horas, com comentários de Viktor Dolista.

A partir dos anos de 1960, com a Nova Onda Tcheca, movimento de vanguarda que buscava uma nova identidade para o cinema do país, a produção cinematográfica tcheca ganhou destaque internacional. Desde então, uma série de filmes e diretores influenciaram a cinematografia mundial. Os estúdios de Barrandov em Praga ganharam o apelido de “Hollywood europeu”, sendo palco para a gravação não apenas de produções do país, mas de vizinhos europeus e dos Estados Unidos, por exemplo.

Serviço:

Mostra: Cinema Tcheco Contemporâneo

Data: 8 a 14 de março

Local: Cine Humberto Mauro - Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, BH

Classificação: livre, 12 e 14 anos

Entrada gratuita

A retirada do ingresso, um por pessoa, será realizada 30 minutos antes de cada sessão

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA