Spike Lee vai a Salvador para gravar documentário sobre o Brasil

Diretor norte-americano já entrevistou personalidades como a presidente Dilma e o jogador Neymar

09/02/2013 12:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Kerwin DeVonish/Divulgação
O diretor Spike Lee está na terra do axé para gravar depoimentos e entrevistas (foto: Kerwin DeVonish/Divulgação)
O diretor norte-americano Spike Lee ('Faça a coisa certa') está no Brasil. Em dobradinha com a Paranoid, empresa de Heitor Dhalia e Tatiana Quintella, ele se dedica à produção de seu novo filme. Em Salvador (BA), fará mais entrevistas para 'Go, Brazil, go'. Spike Lee vai conversar com políticos de variadas forças partidárias, artistas da nova cena musical, líderes de movimentos políticos e sociais e representantes do candomblé. Entre eles, Ivete Sangalo; o presidente do Olodum, João Jorge Rodrigues; Antonio Carlos Magalhães Neto; Jacques Wagner; Daniela Mercury; Carlinhos Brown e Mãe Stella de Oxóssi.

Lee escolheu retratar o Brasil em seu novo projeto por acreditar que o país vive momento decisivo e transformador, pautado na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016, por uma economia aquecida e por um fato histórico na política: Dilma Roussef como primeira mulher a comandar o Brasil. O que ele quer mostrar é um retrato positivo, mas também enfocará problemas e desafios a serem superados.

Em abril de 2012, o diretor esteve em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e entrevistou personalidades como a própria presidente Dilma Roussef e o ex-presidente Lula; Benedita da Silva; os deputados Luiz Alberto e Romário; Criolo; Junior (Afroreggae); Lázaro Ramos; Wagner Moura; Gilberto Gil; Caetano Veloso; Marisa Monte; Matilde Ribeiro; Neymar; OsGêmeos e Tom Zé, entre outros.

'Go, Brazil, go' tem previsão de estreia em 2014, antes da Copa, no Festival de Cannes. Até lá, o diretor deve retornar mais quatro vezes ao país, para falar com pessoas comuns e concluir a agenda de personalidades selecionadas. Ainda devem ser ouvidos o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; Vick Muniz; Gal Costa; Tomie Ohtake; Pelé; Ronaldo; Cesar Cielo e Daiane dos Santos, entre outros.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA