Mostra Interseções: Cinema e artes visuais entra em cartaz no Cine Humberto Mauro

Serão exibidos 11 longas e 13 curtas durante a mostra

11/12/2012 10:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Indie/Divulgação
O ator João Miguel em Ex-isto, de Cao Guimarães, que será exibido nesta terça-feira (foto: Indie/Divulgação)
 

Conexões entre o cinema e as artes visuais dão o tom à mostra Interseções: Cinema e artes visuais, no Cine Humberto Mauro, que começa nesta terça-feira e segue até o dia 16. Serão exibidos 11 longas e 13 curtas e serão promovidos três debates (dias 13, 15 e 16), tudo com entrada franca). Os ingressos devem ser retirados com 30 minutos de antecedência, na bilheteria do cinema. Leia também: Festival de cinema da Paraíba é cancelado por falta de recursos Maior bilheteria do cinema brasileiro de 2011, De pernas pro ar ganha sequência De perfil clássico ou contemporâneo, a mostra abriga obras de diretores brasileiros e estrangeiros com um traço comum: buscam nas artes visuais referência para as trajetórias refletidas nos filmes. A principal obra do cineasta Jean Cocteau, A bela e a fera, abre a mostra nesta segunda-feira, às 17h. Entre outros diretores, David Lynch, com Império dos sonhos, Jean-Luc Godard, com Paixão e Scenário du film Passion, e Cao Guimarães, com Ex-isto, fazem parte da programação da mostra. Império dos sonhos será exibido na sexta-feira, às 20h30. Paixão e Scenário du film Passion recebem exibição, respectivamente, às 16h e 18h, no sábado. Já Ex-isto, do mineiroo Cao Guimarães, será exibido nesta terça-feira, às 19h. Entre os curtas, destaque para os filmes de Ken Jacobs (Seeking the monkey king); Ricardo Alves Jr. (Material bruto) e Cao Guimarães (Brasília). Seeking the monkey king recebeu o prêmio do Júri Internacional do 14º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. Já Material bruto foi premiado pelo júri da crítica do 9º Festival Internacional de Curtas. E Brasília é exibido pela primeira vez em Belo Horizonte e pela segunda vez no Brasil. Outros diretores de destaque na atual cena terão seus filmes exibidos, caso de Karen Black, Tiago Mata Machado e Apichatpong Weerasethakul. INTERSEÇÕES: CINEMA E ARTES VISUAIS Desta terça até ao dia 16, no Cine Humberto Mauro do Palácio das Artes. Av. Afonso Pena, 1.537, Centro. Entrada franca. Retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes do início de cada sessão. Informações: www.fcs.mg.gov.br.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA