Mesmo com forte calor, foliões acompanham ao menos 23 blocos na capital mineira

Estrutura oficial da festa será anunciada na terça-feira

por Larissa Ricci 21/01/2018 08:11
Jair Amaral/EM/D.A Press
Em seu 12º ensaio, o Batuque Coletivo arrastou centenas de foliões no Bairro Cidade Jardim e promete show de diversidade musical na festa oficial (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Enquanto a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) dá os últimos retoques para a abertura oficial do carnaval, a festa continua ganhando corpo e alma nas ruas da capital. Sob céu aberto e forte calor, pelo menos 23 blocos garantiram a folia ontem tanto em ensaios de rua quanto em espaços fechados, com entrada paga. Segundo a programação extraoficial, mais de 17 grupos se organizam para arrastar foliões para todos os cantos da cidade hoje, quando o céu deve permanecer aberto e contribuir com a festa. A Belotur convocou a imprensa para uma coletiva, na terça-feira, para detalhar a estrutura do evento oficial.

Nessa sábado, centenas de foliões se concentraram nas ruas do Bairro Cidade Jardim, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para o 12º ensaio do bloco Batuque Coletivo. O bloco foi criado no ano passado e promete um show de diversidade musical, que vai do rock ao funk. Depois de treinamento, a bateria estava afinadíssima e fez muita gente dançar ao som de Tim Maia e Rita Lee. “Vamos desfilar pelo segundo ano. Ensaiamos o ano todo e vamos tocar dos clássicos do axé e do rock a qualquer outra música do momento que leve o pessoal a dançar e cantar”, disse. O bloco surgiu após várias folias em Diamantina, na Região Central, quando um grupo de amigos decidiu se reunir para ampliar a farra. No ano passado, cerca de 30 mil pessoas desfilaram ao lado do bloco.

“A expectativa para este ano é a melhor possível. O carnaval já começou com os ensaios”, afirmou a advogada Ive Souza, de 38 anos, que faz parte da bateria do bloco e não economizou nem no glitter dos acessórios nem na animação. Não faltaram arranjos nas cabeças, cílios postiços coloridos nem brilho. Mas engana-se quem pensa que só as mulheres investem no visual. Igor Souza, de 30, já está “treinando”, pintando o rosto de tinta. Desta vez, escolheu o cor-de-rosa. Caprichou na peruca neon e na barba pintada da mesma cor. “O carnaval daqui só está crescendo, não tem mais como fugir. E, com isso, precisamos acompanhar com uma fantasia para curtir”, defendeu. Além de várias barraquinhas, não faltou bebida gelada para refrescar o calor. Para quem gostou, o cortejo sairá em 11 de fevereiro, às 15h, na Rua Bernardo Monteiro com Avenida Afonso Pena, seguindo pela Avenida Brasil, na Região Centro-Sul da capital mineira.

Alta temperatura O sol brilhou com força na capital mineira, com tempo firme e céu azul. Os termômetros marcaram 31 graus. Para hoje, a previsão não é muito diferente.“Está muito calor, mas quando a gente começa a tocar, se diverte e até esquece. É só ficar atenta para não desidratar, com muita água e cerveja”, disse a atriz Gleiciela Bohorquez, de 30. “Eu já gostava muito do clima de carnaval, passava em Caeté e Dimantina, mas, depois que festa aqui cresceu, não saio mais de BH. Melhor coisa é sair pra curtir e voltar para sua cama de casa”, contou. Ela está tão empolgada que se inscreveu em sete bloquinhos para compor a bateria e aprendeu a tocar surdo em poucos meses. Mas precisou abandonar três blocos escolhidos para ter fôlego para a folia.

Outro bloco que agitou as ruas da capital mineira foi o Alô Abacaxi. O colorido tomou conta da Rua Juiz de Fora, no Bairro Barro Preto, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O bloco é inspiramos no movimento Tropicália, que ocorreu em meados de 1960 a 1970, e levanta a bandeira da diversidade. O grupo promete animar os foliões com toda a energia boa dessa época, de cantores como Caetano Veloso e Gilbeto Gil, mas também fazer todo mundo dançar com os hits do verão como Anitta e Pabllo Vittar.

“Estamos ansiosos. A expectativa é fechar a Avenida Augusto de Lima inteira. E esse ensaio foi para fazer o primeiro contato com o Bairro Barro Preto. Aqui é cercado por bares, boates, saunas, cinemas e cabines eróticas e um marco de ocupação e referência no cenário LGBT+ de Belo Horizonte. A escolha do lugar simbólico busca resgatar a memória na conformação da identidade da comunidade”, contou Bruno Perdigão, um dos idealizadores do bloco. O cortejo deste ano idealiza reforçar a importância desse espaço e da discussão e problematização que envolvem as minorias, além de celebrar a diversidade, mantendo o caráter identitário do bloco: “Estamos aqui para questionar e descascar os abacaxis da vida.” O bloco sairá em11 de fevereiro, às 9h, na Avenida Augusto de Lima.


ENQUANTO ISSO...
...Gutierrez ganha barreira antitumulto

Uma ação conjunta entre a Prefeitura de Belo Horizonte e a Polícia Militar (PM) é realizada na Praça Leonardo Gutierrez, na Região Oeste da capital mineira, para evitar que eventos que não são previamente marcados e sem autorização da administração municipal ocorram no local. O espaço é ocupado por guardas municipais, policiais militares e agentes da BHTrans. O intuito é evitar tumultos como o que aconteceu em 12 de janeiro, quando um evento reuniu mais de mil jovens sem autorização de órgãos públicos nem responsáveis pela organização. A PM teve que intervir, com uso de bala de elastômero (borracha) e bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. A medida começou a ser tomada na sexta-feira. Ontem, a Praça foi ocupada pelos agentes de segurança por volta das 16h.


FOLIA HOJE

Confira alguns dos blocos que se apresentam hoje na cidade
10h, Charanga das Pades, Praça da Savassi, gratuito
10h, Garota Eu Vou pro Califórnia, Conjunto Califórnia, gratuito
11h, Ziriggydum Stardust, Pocket Bar Sátira (Rua Sapucaí 499), gratuito
12h, Entao Brilha Garotas Solteiras Juventude Bronzeada Havayanas Usadas Tchanzinho da Zona Norte, Music Hall, a partir de R$ 30
13h, Angola Janga, Barraca do Queixinho (R. Conquista, 254), gratuito
15h, Afro Fala Tambor, Praça Floriano Peixoto, Gratuito
17h, Asa de Banana, Savassi158, R$15


Previsão do tempo

O domingo segue encalorado na capital, com mínima de 21°C, máxima de 32°C e possibilidade de pancadas de chuva a partir do meio da tarde, segundo previsão de Michele Fernandes, meteorologista do Climatempo. A previsão para as demais cidades do estado, de maneira geral, repetem a da capital, com sol e calor. A previsão indica previsão de chuva para as regiões Centro-Sul e Oeste, também no fim da tarde, devido ao calor e a umidade elevada. Já o Centro-Norte e Nordeste terão tempo firme e temperaturas elevadas. Em Governador Valadares, por exemplo, a previsão aponta para a mínima de 19°C e máxima de 35°C. A meteorologista afirma que ainda é cedo para antecipar como será o clima de BH e região durante o carnaval, mas avisa que a expectativa é de que a sequência de verão continue apresentando temperaturas elevadas em Minas Gerais e que, pelo menos até a próxima semana, os termômetros estarão nas alturas.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CARNAVAL