UAI

Âncora da CNN Brasil chora ao vivo durante cobertura de enchentes no RS

Leandro Magalhães está cobrindo o impacto das chuvas em São Leopoldo, cidade está sem energia elétrica

Âncora da CNN Brasil chora ao vivo durante cobertura de enchentes no Rio Grande do Sul Reprodução/CNN Brasil
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 14/05/2024 09:43
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Durante a cobertura das enchentes em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, Leandro Magalhães, se emocionou ao vivo e até perdeu a voz ao contar a história de uma família na noite desta segunda-feira (13/05) na CNN Brasil.

Leia Mais

O repórter chorou ao contar que um filho acabou encontrando o pai, que resistia em deixar a casa da família após as fortes chuvas, morto nos escombros. Segundo o jornalista, a cidade, uma das cidades mais impactadas do estado gaúcho segue sem energia elétrica.

 

"Os bombeiros e os policiais estão alertando diretamente aos moradores já que não há eletricidade. Eles dão o comunicado nas redes sociais, mas como há moradores que ficaram [em suas casas], estão avisando diretamente também", explicou.

 

"Uma outra informação lamentável é que o mau cheiro está muito grande e as pessoas estão comentando que mais um corpo foi retirado [dos escombros]. Mais um filho que estava tentando entrar em contato com o pai", desabafou, com a voz embargada.

 

O Corpo de Bombeiros, porém, não encontrou o homem com vida. "Não é a intenção da CNN mostrar [algo tão forte]", comentou.

 

O comunicador também revelou que conseguiu convencer, ao lado de um tenente dos bombeiros, uma senhora a acompanhar a sua filha para um abrigo: "Mais cedo, tivemos uma informação positiva de que a senhora Solange, de 68 anos, que não queria sair de casa, foi convencida a passar o aniversário ao lado da filha".

 

Por fim, Magalhães contou que o munícipio está precisando de doações de cestas básicas e de roupas íntimas. Há cerca de sete mil pessoas abrigadas em um campus da Ulbra (Universidade Luterana do Brasil).

 

Segundo o boletim mais recente da Defesa Civil, o Rio Grande do Sul registra 147 mortos, 127 desaparecidos e 806 feridos durante os temporais que atingem o estado desde o final de abril. 

 

Confira, abaixo, o momento:

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp