UAI

No Rancho Fundo é uma fábula sertaneja, afirma diretor: 'Novela muito humana'

Trama estreia dia 15 de abril e resgata personagens de Mar do Sertão

Mário Teixeira (João Miguel Júnior/Globo) Mário Teixeira (João Miguel Júnior/Globo) - Reprodução / Internet
Redação Observatório da TV clock 03/04/2024 23:47
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

A próxima novela das seis da Globo, No Rancho Fundo, exibe a partir de 15 de abril as tramas que envolvem dois universos fictícios: Lasca Fogo e Lapão da Beirada, ambos no sertão do Cariri. Na distante Lasca Fogo, estão as famílias Leonel Limoeiro, que tem Zefa Leonel (Andrea Beltrão) como matriarca, e a de Primo Cícero Rosalino (Haroldo Guimarães).

Leia Mais

Já na desenvolvida Lapão da Beirada, está a maior parte dos personagens, a exemplo dos poderosos da região, como Quintino Ariosto (Eduardo Moscovis), e os egressos de Canta Pedra, cidade fictícia de Mar do Sertão (2022), como Deodora (Debora Bloch).

Para o autor Mário Teixeira, esses dois universos buscam, com muita leveza e humor, retratar a família brasileira. 'Essa novela é um retrato do nosso Brasil, que é tão grande. E as famílias grandes no Brasil são uma característica, salvo nos grandes centros em que está diminuindo. Mas até hoje no Nordeste isso é muito comum.'

'Essa família é um pouco a nossa casa, é o que acontece dentro da casa da gente, são os dramas, são as questões familiares que a gente tem. Ela também mostra um pouco da generosidade do nosso povo, como Zefa Leonel e seu Tico Leonel, que são os patriarcas da família, tiveram a grandeza de adotar uma série de crianças, coisa que é muito comum no Nordeste', acrescenta.

'Acho que esse elo familiar que a história tem com a realidade, tem a ver com o nosso sonho de ver as coisas dando certo, de amar, de ficar junto com os nossos familiares', conclui o novelista.

Allan Fiterman, diretor artístico de No Rancho Fundo, afirma que a novela é uma fábula sertaneja: 'Se trata de novela muito humana. É uma história fabular e a família mais simples da novela é a que tem mais valores, é a mais cheia de ética.'

'São os valores dessa família que vão transcender a pobreza ou a riqueza, e a gente vai ver essa família seguindo junto durante uma aventura, quando eles saem do rancho, depois de descobrir a turmalina paraíba, e vão para a cidade. Quem disse que a felicidade tá ali na cidade ou no dinheiro? Então, é uma premissa que eu acho nobre e bonita de acompanhar', define.

Este post No Rancho Fundo é uma fábula sertaneja, afirma diretor: 'Novela muito humana' foi publicado primeiro no Observatório da TV.
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp