UAI

Juliano Cazarré se pronuncia sobre críticas do público durante o Melhores do Ano: 'Obsessão política e obrigatoriedade de sorrisos'

Ator explicou que as gravações da premiação atrasaram em duas horas e que ele estava preocupado com os filhos

O ator Juliano Cazarré Reprodução/Instagram
Redação - Observatório da TV clock 26/12/2022 17:36
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Nesta segunda-feira (26), o ator Juliano Cazarré, de 42 anos, usou as redes sociais para rebater a enxurrada de críticas que recebeu, por conta de sua seriedade durante as gravações no Melhores do Ano. O ator, que concorria na categoria Ator Coadjuvante de 2022, acabou perdendo para Osmar Prado na votação do público e foi duramente criticado pelos internautas por conta de seu posicionamento político.

Leia Mais

Juliano Cazarré explicou que a sua esposa, Letícia Cazarré, estava no hospital acompanhando a sua filha de seis meses, Maria Guilhermina, que nasceu com anomalia de Ebstein, uma ardiopatia rara. Além de estar preocupado com os outros filhos que ficaram em casa devido ao atraso das gravações da premiação.

'Estranho pra mim ter que gravar isso. Mas tive uma enxurrada de ódio aqui no Instagram e estava sem entender o porquê. Muita gente falando que eu estava sério, me xingando, por causa da política. Eu estava sério mesmo, porque não estou vivendo uma situação fácil, nossa filha está na UTI há seis meses. O programa estava marcado para às 15h, mas começou a ser gravado às 17h', começou ele em seu desabafo.

O ator também criticou a polarização política entre o público, pontuando que a sociedade está totalmente obcecada por dois víeis distintos. 'Tinha um vídeo meu dando um abraço no Silvério (o ator Silvério Pereira) e gente dizendo que ele teve que segurar o vômito por estar abraçando um bolsonarista. Tem muita gente que tem uma obsessão política imbecil e tão grande, que não consegue ver nada além de bolsonarismo e PT', desabafou.

Por fim, Juliano Cazarré ressaltou as suas convicções cristãs e conservadoras, deixando claro que não apoia o futuro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 'Eu tenho um posicionamento conservador, não acredito numa revolução, no progressismo. Quem me segue sabe disso, tenho valores cristãos. Desde que Bolsonaro assumiu, nunca coloquei uma frase sobre esse governo aqui. Não quer dizer que concorde com p*rra nenhuma, mas eu não sou de esquerda', destacou o ator.

Este post Juliano Cazarré se pronuncia sobre críticas do público durante o Melhores do Ano: 'Obsessão política e obrigatoriedade de sorrisos' foi publicado primeiro no Observatório da TV.
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp