UAI

Claudia Rodrigues se prepara para tratamento nos Estados Unidos

Atriz contou detalhes do procedimento, que promete melhoras no tratamento da doença

Claudia Rodrigues Reprodução/Instagram
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 19/12/2022 20:03
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

atriz Claudia Rodrigues decidiu realizar um procedimento nos Estados Unidos da América para tratar a esclerose múltipla, doença com a qual ela foi diagnosticada em 2006.

Leia Mais

O procedimento deve ser feito entre março e abril de 2023 no estado da Flórida e traz esperança de cura. A artista se diz "animada" com a oportunidade. "Vou me curar. Vai sarar minhas sequelas. É genial", afirmou à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

 

Adriane Bonato, namorada de Claudia, explicou que o tratamento que é focado na modulação térmica do paciente por meios de procedimentos de hiperthemia e hipotermia avançadas guiados pelo cérebro "promete uma melhora de 80%" nas sequelas. Vale destacar, que pacientes que sofrem de esclerose múltipla têm danos nas bainhas de mielina no cérebro, capas de tecido adiposo que protegem as células nervosas.

 

"Há pessoas que já não andavam mais, usavam scooter… Elas fizeram [o tratamento] e voltaram a andar. (…) O médico descobriu que pessoas com doenças degenerativas têm o canal entre os olhos, acima do nariz, obstruído. Então, não há refrigeração para o cérebro. As células vão morrendo", contou.

 

"Ele mapeia o corpo, vê o que falta de vitaminas, etc., para poder equilibrar a pessoa. Depois da coleta dessas informações, o paciente fica dentro de uma máquina, como se fosse um forno, com um capacete que recebe ondas eletromagnéticas, estímulos neurais. Ao mesmo tempo, é injetado um coquetel com tudo o que a pessoa precisa. É tudo feito através de um software. Há regeneração do que foi degenerado. A melhora é instantânea", acrescentou a empresária.

 

Ao Portal UAI, a assessoria de comunicação do médico brasileiro Marc Abreu, responsável pelo tratamento, afirmou que o valor de uma sessão de tratamento pode variar entre US$ 36 mil a US$ 50 mil (de R$ 187 mil a R$ 260 mil, na cotação atual). O procedimento segue as condições do paciente e complexidade de cada caso. O paciente não é internado ou hospitalizado e para cada sessão, o paciente deve comparecer diariamente no Instituto Médico Brain Thermal Tunnel (BTT) ou em português, túnel térmico cerebral, durante 5 dias seguidos sem pernoite na unidade e não tem comprovação científica.

 

Bonato revelou que para conseguir pagar pelo procedimento, a amada colocou alguns de seus imóveis à venda. "Claudia já colocou alguns imóveis à venda. Vamos fazer outras coisas para angariar fundos. Só precisamos adaptar o pagamento. Até porque, tendo a melhora esperada, ela vai voltar a fazer o que mais gosta, que são os espetáculos dela, e vai voltar a ganhar dinheiro. Eu também volto a trabalhar. E a gente paga isso", relatou.

 

O plano é que a eterna Marinete, de A Diarista, da TV Globo volte aos palcos após receber alta do tratamento que não é invasivo, revelou Adriane. Elas querem fazer uma peça em que possam falar da doença e levar uma palavra de esperança para as pessoas. "Seremos eu e ela no palco falando da esclerose múltipla, do tratamento até aqui e dos resultados que ela teve. A ideia é usá-la como exemplo para contribuir com outras pessoas", afirmou.

 

Enquanto isso, Claudia Rodrigues já faz fisioterapia, exercícios aquáticos e de equilíbrio, aula de caligrafia, terapia ocupacional, treino de foco e aulas de inglês.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp