FILARMÔNICA DE MINAS GERAIS COMEMORA DIA DAS MÃES EM CONCERTO AO AR LIVRE

DATA

  • 14/05/2017 à 14/05/2017

LOCAL / INFO

PREÇOS

  • Entrada Franca

                                       FILARMÔNICA DE MINAS GERAIS COMEMORA DIA DAS MÃES EM CONCERTO AO AR LIVRE

Em apresentação gratuita da série Clássicos na Praça, Orquestra interpreta trilhas de cinema, com peças de Wagner, Mozart, J. Strauss Jr., Liszt e Williams

 

Trilhas sonoras dos filmes Apocalypse Now, Amadeus, 007, Concerto sem Dó (Pernalonga) e Guerra nas Estrelas invadirão Belo Horizonte no Dia das Mães, 14 de maio, às 11h, quando a Filarmônica de Minas Gerais realiza o primeiro concerto da série Clássicos na Praça da temporada 2017. A apresentação será em frente à Sala Minas Gerais, à rua Tenente Brito Melo, 1090, Barro Preto. &ldquoInterpretaremos novamente a abertura do filme Guerra nas Estrelas a pedido do público. Além disso, as famílias irão relembrar outras belas trilhas cinematográficas&rdquo, destaca o maestro Marcos Arakaki, que fará a regência do concerto. O repertório terá obras usadas em trilhas, ou concebidas com este fim, como A Valquíria- Cavalgada das Valquírias, de Wagner Sinfonia nº 25: Allegro con brio, de Mozart Tritsch-Tratsch Polka, de J. Strauss Jr. Rapsódia Húngara nº 2, de Liszt/Müller-Berghaus e Guerra nas Estrelas: Suíte para orquestra, de Williams. O concerto será gratuito e ao ar livre.

 

Este concerto é apresentado pelo Ministério da Cultura e Governo de Minas Gerais e conta com os incentivos das leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura.

 

O maestro Marcos Arakaki

 

Marcos Arakaki é Regente Associado da Filarmônica de Minas Gerais e colabora com a Orquestra desde 2011. Sua trajetória artística é marcada por prêmios como o do 1º Concurso Nacional Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes 2001 e o Prêmio Camargo Guarnieri 2009, ambos como primeiro colocado. Foi também semifinalista no 3º Concurso Internacional Eduardo Mata, realizado na Cidade do México em 2007.

 

Marcos Arakaki tem dirigido outras importantes orquestras tanto no Brasil como no exterior. Estão entre elas as orquestras sinfônicas Brasileira (OSB), do Estado de São Paulo (Osesp), do Teatro Nacional Claudio Santoro, do Paraná, de Campinas, do Espírito Santo, da Paraíba, da Universidade de São Paulo, a Filarmônica de Goiás, Petrobras Sinfônica, Orquestra Experimental de Repertório, orquestras de Câmara da Cidade de Curitiba e da Osesp, Camerata Fukuda, dentre outras. No exterior, dirigiu as orquestras Filarmônica de Buenos Aires, Sinfônica de Xalapa, Filarmônica da Universidade Autônoma do México, Kharkiv Philharmonic da Ucrânia e a Boshlav Martinu Philharmonic da República Tcheca.

 

Marcos Arakaki foi regente assistente da Orquestra Sinfônica Brasileira e regente titular da OSB Jovem e da Orquestra Sinfônica da Paraíba.

 

Natural de São Paulo, Marcos Arakaki é Bacharel em Música pela Universidade Estadual Paulista e Mestre em Regência Orquestral pela Universidade de Massachusetts, Estados Unidos. Recebeu orientações de David Zinman na American Academy of Conducting at Aspen e participou de masterclasses com os maestros Kurt Masur, Charles Dutoit e Sir Neville Marriner.

 

Nos últimos dez anos, Marcos Arakaki tem contribuído de forma decisiva para a formação de novas plateias, por meio de apresentações didáticas, bem como para a difusão da música de concertos através de turnês a mais de setenta cidades brasileiras. Atua, ainda, como coordenador pedagógico, professor e palestrante em diversos projetos culturais, instituições musicais, universidades e conservatórios de vários estados brasileiros.

 

 

Sobre a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

 

Belo Horizonte, 21 de fevereiro de 2008. Após meses de intenso trabalho, músicos e público viam um sonho tornar-se realidade com o primeiro concerto da primeira temporada da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Criada pelo Governo do Estado e gerida pela sociedade civil, nasceu com o compromisso de ser uma orquestra de excelência, cujo planejamento envolve concertos de série, programas educacionais, circulação e produção de conteúdos para a disseminação do repertório sinfônico brasileiro e universal.

 

De lá pra cá (dados até dezembro de 2016):

 

820 mil pessoas ouviram a Filarmônica ao vivo

641 concertos foram realizados

835 obras foram tocadas

242 compositores brasileiros e estrangeiros foram interpretados

52 estreias mundiais e 11 encomendas foram apresentadas

93 concertos foram realizados no interior de Minas Gerais

27 concertos foram realizados em cidades do Norte ao Sul do país

5 concertos aconteceram em cidades da Argentina e Uruguai

6 álbuns musicais foram lançados, sendo 3 deles internacionais

513 notas de programa foram produzidas

115 webvídeos foram disponibilizados

56 mil fotografias registraram esse desenvolver da história

318 concertos foram gravados

4 exposições temáticas sobre música sinfônica foram montadas

3 livros sobre a formação de uma orquestra foram publicados

1 DVD de iniciação à música orquestral foi criado

92 músicos estão trabalhando

18 nacionalidades convivem em harmonia

60 mil oportunidades de trabalho foram abertas

3.320 assinaturas apoiam a programação artística

7 prêmios de cultura e de desenvolvimento foram recebidos

 

Agora, em 2017, a Filarmônica apresenta sua décima temporada e continua contando com a participação de grandes músicos para celebrar a Música e o respeito conquistado junto ao público.

 

SERVIÇO

 

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

Clássicos na Praça &ndash Especial Dia das Mães

14 de maio &ndash 11h

Trilhas de filmes

 

Em frente à Sala Minas Gerais &ndash Rua Tenente Brito Melo, 1090 &ndash Barro Preto

 

Marcos Arakaki, regente

 

WAGNER            A Valquíria: Ato III &ndash Cavalgada das Valquírias

- (Do filme Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola)

MOZART             Sinfonia nº 25 em sol menor, K. 183: Allegro con brio

- (Do filme Amadeus, de Milos Forman)

J. STRAUSS JR.   Tritsch-Tratsch Polka, op. 214

- (Do filme 007 contra o Foguete da Morte, de Lewis Gilbert)

LISZT                   Rapsódia Húngara nº 2 em dó menor (Orquestração por Müller-Berghaus)

                            - (Do filme Concerto sem Dó, de Friz Freleng) (Pernalonga)

WILLIAMS           Guerra nas Estrelas: Suíte para orquestra

- (Do filme Guerra nas Estrelas, de George Lucas)

 

 

ENTRADA GRATUITA

 

Informações: (31) 3219-9000 ou www.filarmonica.art.br

http://www.filarmonica.art.br/

+EVENTOS

Eventos