Ana Hickmann dá primeira entrevista após atentado: ''um filme de terror''

Apresentadora relembra diálogos com o suposto fã, que tentou matá-la em Belo Horizonte

por Diário de Pernambuco 23/05/2016 14:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
TV Record / Divulgação
Apresentadora falou em programa da TV Record (foto: TV Record / Divulgação)
Ana Hickmann concedeu a primeira entrevista sobre a tentativa de homicídio que sofreu em Belo Horizonte no último sábado. Em conversa com a equipe do Domingo Espetacular, a apresentadora do Hoje em Dia relembrou os momentos de terror vivido. "É difícil de acreditar que aquela imagem, aquela cena, aquelas palavras, o tiro, tudo aquilo aconteceu. É um enredo de um grande filme de terror", desabafou. Um fã, de 30 anos, hospedou-se no mesmo hotel, que estava com o cunhado e a assessora, Giovana.

Ela relatou o momento em que foi abordada pelo homem armado. "Eu vim me acertar com você, sua vagabunda", disse o fã, ao entrar no quarto, segundo ele. Inicialmente, ela pensou que fosse um assalto. "Mas ele veio para cima de mim e começou a me ofender. Usou palavras que são difíceis de repetir. Ele disse que eu tinha acabado com a vida dele", recordou. Ela agradeceu o fato de o marido, o filho e resto da equipe não estarem presentes.

Ainda de acordo com ela, o fã chegou a questionar a postura de Ana Hickmann nas redes sociais. Ele afirmou que a apresentadora não "correspondia" mais e reclamou da atenção dada pela apresentadora para seguidores. O diálogo foi todo com uma arma apontada. "Eu tinha certeza que ia morrer. Ele olhava par mim com um ódio. Ele deixou claro. Pelo fato de não ser dele, eu não seria de mais ninguém", relembrou

Ela afirma que não lembra dele. "Confessa pra gente o que a gente teve", dizia o fã. Gustavo, o cunhado de Ana, falou que o tiro que atingiu a cunhada foi direcionado para a cabeça de Ana.
Para entender o que aconteceu, Ana e equipe procuraram reconhecer o agressor. Ele estava bloqueado nas redes sociais, devido a comentários abusivos. "Vai ser uma página da minha vida que nunca vai ser apagada", concluiu Ana.

Segundo depoimentos de Ana Hickmann e Gustavo ao delegado Flávio Grossi, no momento da discussão, Rodrigo teria disparado duas vezes e acertado Giovana. O empresário, então, começou a lutar com Rodrigo, tomou-lhe a arma e o acertou três vezes, inclusive na cabeça. As balas atingiram a assessora no ombro e na barriga. Ainda internada, Giovana Alves de Oliveira está lúcida e com sinais vitais estáveis, mas o estado é grave.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV