Dia do Sexo: pesquisa revela que mais da metade dos brasileiros não está satisfeita com a vida sexual

Data especial celebrada nesta quarta-feira alerta sobre a necessidade de respeitar a pluralidade e ultrapassar tabus

por Joana Gontijo 06/09/2017 14:43
Reprodução/Internet/Desenhos para colorir
(foto: Reprodução/Internet/Desenhos para colorir)

Muito mais que prazer, a relação afetiva entre duas ou mais pessoas quase sempre perpassa a busca por qualidade de vida, saúde, conhecimento de si mesmo e autoestima. O ato de fazer amor, quando não deturpado, assume em cada um significados diferentes. Quando a experiência vem da cumplicidade, da intimidade e do respeito, é só alegria. Pensando nisso, a campanha de marketing de uma marca de preservativos se popularizou ao estabelecer uma data especial para os casais. Nesta quarta-feira, é comemorado o Dia do Sexo. A escolha é uma brincadeira numérica de duplo sentido - 6 de setembro, ou 6/9, lembra uma posição erótica mais conhecida por meia nove.

Um dos princípios norteadores da data é esclarecer para as pessoas a relevância de usar preservativos durante o ato sexual, além de auxiliar na superação de antigos tabus. Na origem, a proposta inicial de criar o Dia do Sexo aconteceu em 20 de novembro de 1935, quando foi selecionada por um grupo denominado "Círculo Brasileiro de Educação Sexual", como uma maneira de estimular o debate sobre a prática do sexo à época. Diversas pesquisas mostram que, ao ser encarado de modo responsável, o sexo pode apresentar vários benefícios para a saúde.

Mais notável rede social adulta da América Latina, com 6 milhões de usuários cadastrados, o Sexlog acaba de lançar um estudo abrangente acerca do tema no país e mapeou os hábitos sexuais dos brasileiros. O resultado permitiu a descoberta de que mais da metade da população sexualmente ativa, 51%, não está satisfeita com a situação entre quatro paredes.

Outros dados dão conta que, para um terço dos brasileiros, a vida sexual pode melhorar se encontrarem um(a) novo(a) parceiro(a), enquanto 40% acredita que uma apimentada na relação já resolve. Para a educadora sexual, escritora e youtuber Aline Castelo Branco, o segredo para manter a chama acesa mesmo após tantos anos de casado é ter cumplicidade: “O sexo só funciona bem entre o casal quando os dois buscam uma satisfação mútua. Não há regras, o importante é pensar no sexo não só como fonte de prazer, mas como um elemento para aumentar a afetividade do casal”.

A pesquisa apurou ainda que aproximadamente 35% dos entrevistados fazem sexo entre duas a três ocasiões por semana, ao mesmo tempo em que 13% revela não transar com frequência. Entre os que escolhem se dar prazer, 44% confessaram que se masturbam de uma a três vezes a cada sete dias. Para 64,8% das pessoas que responderam aos questionamentos, o tempo médio da relação sexual é superior a meia hora - boa parte desse tempo, para 28% dos participantes, é destinado às preliminares.

TEMPO MÉDIO DE RELAÇÃO SEXUAL

Até 10 minutos: 1.9%
Entre 10 e 20 minutos: 10.9%
Até meia hora: 22.4%
Mais de meia hora: 64.8%

Falando dos estímulos prévios que esquentam o momento do sexo, os brasileiros não economizam quando o assunto é preparar o terreno. Mais de 27% despende até meia hora só para isso. Já se sabe também que beijo na boca, estímulo no clitóris e lambida no mamilo são itens que não podem faltar.

PRELIMINARES

Não curto, vou direto: 1.9%
Até 10 minutos: 13%
Entre 10 e 20 minutos: 29.1%
Até meia hora: 27.6%

MAIS SEXO, POR FAVOR

Com mais de dez anos de existência, o Sexlog é a maior site adulto de sexo e swing no Brasil. São milhares de fotos e vídeos reais publicados por dia, com o melhor do prazer amador. Troca de mensagens, convites para encontros e divulgação de eventos também fazem parte da rede. Para comemorar o Dia do Sexo, o canal criou um hotsite onde é possível encontrar todas as informações sobre os hábitos sexuais dos brasileiros.

“Temos como missão promover o prazer real para quem quer curtir sem se preocupar com tabus ou julgamentos. E nada melhor que o Dia do Sexo para celebrar essa pluralidade de corpos que formam o Brasil e se reflete também entre os usuários de nosso site. Sexo faz parte da nossa vida e o mais importante é que seja sempre consensual, seguro e prazeroso para todos os envolvidos”, diz Mayumi Sato, diretora de marketing do Sexlog. Os resultados da pesquisa estão no www.datasexo.com.br.

OUTRAS DATAS COMEMORATIVAS

31 de julho: Dia do Orgasmo
15 de agosto: Dia dos Solteiros
13 de abril: Dia do Beijo
15 de julho: Dia do Homem

VÍDEOS RECOMENDADOS