Matriz Solidária arrecada brinquedos e alimentos em shows de rock

Festival vai reunir 15 bandas independentes de BH no domingo para proporcionar um fim de ano mais feliz para várias crianças carentes da capital

por Pedro Galvão 17/12/2016 08:00

Athos Souza/divulgação
Na estrada desde 1999, a banda belo-horizontina Pelos já participou de várias edições do Matriz Solidária (foto: Athos Souza/divulgação)
Se o ano está complicado para muita gente, ainda é tempo de ajudar quem precisa. Há 15 anos, a casa cultural Matriz faz isso ao som de rock’n’roll, por meio do projeto Matriz Solidária. Sempre realizado no domingo anterior ao Natal, o evento reúne alguns dos principais nomes da nova safra da música independente de Belo Horizonte com o objetivo de arrecadar brinquedos e alimentos para instituições filantrópicas.

A edição 2016 da festa do underground da capital terá 15 bandas. A entrada para os shows de amanhã custa R$ 5 mais um brinquedo ou 1kg de alimento não perecível. “Foram selecionados grupos que se destacaram no cenário alternativo e independente em 2016”, explica Edmundo Correa. Ele e Andrea Diniz são responsáveis pela Matriz, que funciona no Terminal Turístico JK. O casal está sempre presente, dando suporte aos artistas e atendendo o público.

Esse clima quase familiar se reflete no line-up. “São bandas de gente que já tocou por aqui anteriormente e hoje faz parte de movimentos musicais organizados na cidade. Todas lançaram e produziram coisas este ano”, observa Edmundo. Os movimentos citados por ele são o Murro (Movimento Underground Rock and Roll), coletivo voltado para o rock, e o Geração Perdida, que também é selo independente.

Matriz Solidária mescla gerações da música alternativa de BH. Entre os novatos estão Desejo Terrível, grupo formado este ano, e Fernando Motta, que saiu do Young Lights para se dedicar à carreira solo. Eles terão a companhia de veteranos da Radiotape, na ativa desde 2006, e da Pelos, que lançou recentemente o disco Paraíso perdido nos bolsos, o oitavo trabalho da banda criada em 1999.

“Matriz Solidária é um evento muito importante para o Pelos. Todos os anos a gente faz questão de participar, ajudando a oferecer um Natal melhor para as crianças”, afirma o guitarrista Kim Gomes.

Evil Matchers, Dead Pixels, Montese e a “monobanda” O Melda, que estiveram presentes na edição do ano passado, voltam ao palco do Matriz. Fake, Last Warning, Jota Quércia, Green Morton, Miêtta, Lollipop Chinatown, Carmen Fem e For Bella Spanka completam a escalação.

De acordo com os organizadores, a última edição do festival arrecadou cerca de 500kg de alimentos e 150 brinquedos. A expectativa é superar a marca amanhã. Os donativos serão enviados para as creches Dora Ribeiro, no Bairro Providência, Gilmara Iris (Novo Tupi), Etelvina Caetano de Jesus (Primeiro de Maio) e para Obras Educativas (Jardim Felicidade).

MATRIZ SOLIDÁRIA 2016
Domingo (18), a partir das 13h.

 

Shows: Fake, Evil Matchers, Last Warning, Jota Quércia, Desejo Terrível, Fernando Motta, Dead Pixels, Green Morton, Montese, Miêtta, Lollipop Chinatown, Carmen Fem, For Bella Spanka, Radiotape e Pelos. DJs: Vintage Violence, Conde Stradh e Vinícius Amaral. Matriz Casa Cultural.

 

Rua Guajajaras, 1.353, Centro, (31) 3212-6122. Classificação: 16 anos.

 

Ingressos: R$ 5 mais um brinquedo ou 1kg de alimento não perecível.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA