Warley Henrique e Rodrigo Brasileiro lançam o álbum 'Memórias'

Show acontece nesta sexta-feira, 21, no Cine Theatro Brasil

por Estado de Minas 20/10/2016 20:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Alexandre Resende/Divulgação
'Memórias' é uma homenagem ao samba. (foto: Alexandre Resende/Divulgação)

 

O show de lançamento do álbum Memórias, parceria entre o sambista Warley Henrique e o letrista Rodrigo Brasileiro, celebra o atrevimento de um aluno de cavaquinho. Rodrigo, que tem experiência em grupos de samba amadores, passou algum tempo insistindo que Warley, nome já conhecido do samba mineiro, desse aulas do instrumento. Hoje, mais de um ano depois do início das lições, ele ainda não aprendeu. ''O professor está me devendo uma!'', brinca.

Os frutos do encontro entre os dois, porém, podem ter rendido resultados ainda melhores. Na terceira aula, Rodrigo mostrou uma letra de música para o professor, que ficou impressionado. Com as letras seguintes, o entusiasmo foi o mesmo. ''O que mais me chamou a atenção foi o inesperado'', conta Warley, referindo-se tanto ao conteúdo das letras quanto à coragem de Rodrigo em mostrá-las.

 

Warley começou a musicar algumas letras casualmente, mas a parceria ficou séria quando Rodrigo deu mais um passo e propôs que gravassem um disco juntos. O saldo da ousadia é um álbum com oito músicas inéditas, seis delas com letras de Rodrigo e outra com a voz dele também.

A ideia de Warley com o novo trabalho é ''passear pelos caminhos que o samba tem''. Afoxé combina com partido-alto, vertente do samba com cara bem carioca, além de experimentações que o músico chama de ''modernas''. Os dois álbuns anteriores de Warley, os premiados Delicado, de 2002, e Pra quem não me conhece, de 2014, brincam com a world music, mas o centenário do samba este ano, marcado pela gravação de Pelo telefone, de Donga, incentivou o músico a aproximar-se ainda mais do estilo brasileiro em Memórias.

O título do álbum é referência justamente à história do samba. Criado no Bairro Concórdia, ponto efervescente da cultura popular em Belo Horizonte, Warley a conhece bem. Memórias coloca nomes tradicionais e mais recentes do gênero lado a lado.

No time de veteranos, nomes como Diza Franco e Fernando Bento. Do lado das revelações, Manu Dias e Lucas Fainblat. Todos estarão no palco no show de hoje, à exceção de Fainblat, cuja voz deve ser substituída pela de Rodrigo Brasileiro na música Rega bofi.

 

''Eu tremo de nervoso'', diz Rodrigo, com muita expectativa pela grande estreia no palco do Cine Theatro Brasil Vallourec. ''Eu vou chorar de emoção.'' Ele promete cantar Parati, música inspirada pelo navegador e escritor Amyr Klink, cujos livros o incentivaram a seguir adiante com a gravação do álbum.

De cabeça, cita uma frase que atribui a Klink: ''A partir do seu sonho, a única coisa é seguir em frente''. A letra de Parati, canção que envolve um samba calmo em linhas de baixo, confirma que os objetivos são grandes: ''Tudo no horizonte/ um imenso quintal/ meu sonho real.''

 

WARLEY HENRIQUE  E RODRIGO BRASILEIRO
Cine Theatro Brasil Vallourec. Praça Sete, Centro de BH, (31) 3201-5211. Hoje, às 20h30. R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). O CD estará à venda por R$ 25.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA