Selo carioca Bichano Records promove festival com novos nomes do indie

Raça, Ombu, El Toro Fuerte e Fábio de Carvalho se apresentam neste sábado na Casa do Jornalista, em Belo Horizonte

15/04/2016 13:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Raça, Ombu, Fábio de Carvalho e El Toro Fuerte comandam a noite de sábado na Casa do Jornalista (foto: Divulgação)

Uma turma do cenário independente que vem extraindo o máximo possível do poder de confluência da música irá mostrar neste sábado, em Belo Horizonte, que a concepção de sucesso pode sim ser relativizada. A Bichano Fest - promovida pelo selo carioca de mesmo nome - leva à Casa do Jornalista as bandas paulistas Raça e Ombu e dois representantes da capital mineira, a banda El Toro Fuerte e o jovem compositor Fábio de Carvalho.

Para muitos, os nomes podem ser desconhecidos, mas as bandas vêm se movimentando e conquistando um bom público não só no eixo Rio-São Paulo. Além de já terem promovido uma edição da festa em Fortaleza e Recife, os representantes do selo têm a preocupação de firmar novas parcerias, como vem acontecendo com bandas da capital mineira. "BH tem um dos cenários que mais admiramos, com alguma das nossas bandas favoritas. Acho que nós somos um dos frutos desse momento maravilhoso pelo qual passa a música independente brasileira, que nunca esteve tão rica e tão fervilhante. Temos uma cena riquíssima, de gente disposta a movimentar as coisas", diz o fundador da Bichano Records, Fred Zgur.

As quatro bandas da noite têm um pé no indie. O Raça, que acaba de lançar o disco Saboroso, cita como influências bandas como Rancore e Gorillas, mas tamém puxam para o lado do slowcore. A ligação do grupo com os outros representantes paulistas da noite, o Ombu, é tão grande que eles se autodenominam "bandas irmãs". O último registro do grupo é o disco Mulher, de 2015, que além de herdar influências semelhantes aos conterrâneos do Raça, também citam referências no post rock.

Essa será a primeira vez que o Raça sai de seu estado natal para apresentar o disco recém-lançado. "Os shows em São Paulo estão muito divertidos, todo mundo cantando, casa cheia. Estamos ansiosos para jogar fora de casa", diz o vocalista Popoto Martins. Além das duas bandas mineiras com quem dividirá o palco, o músico faz questão de citar outros artistas de BH e de reforçar: "nossos universos conversam bem". É o caso do músico Jonathan Tadeu e das bandas Vaga Luz, Câmera e Kill Moves. "Estão fazendo um trabalho bem massa", diz Popoto.

Com referências no math rock, os mineiros da El Toro Fuerte acabam de lançar um single Se a gente tivesse se conhecido e prometem apresentar músicas do disco cheio, previsto para o próximo mês. O compositor Fábio de Carvalho irá se alternar entre as palhetadas rasgadas na guitarra e o dedilhado do violão para apresentar um repertório baseado no disco confessional Tudo em vão, lançado no ano passado.

O baixista e guitarrista da El Toro Fuerte, Diego Soares, é um dos realizadores do evento, mas também não esconde seu lado fã dos colegas de palco. "Tocar ao lado de bandas que prometem no cenário musical nacional é indescritível. Acompanho  Raça e Ombu desde o ano passado e, desde então, são minhas preferidas", celebra o músico.

Bichano Fest BH

Sábado, às 22h
R$ 15 (antecipado na Matriz Casa Cultural) e R$ 20 (na porta)
Casa do Jornalista. Av. Álvares Cabral, 400 - Centro

Ouça as bandas:
 




VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA