Projeto Compositores.BR homenageia a carioca Joyce Moreno

Pianista mineiro Rafael Martini abrirá o show com seu quarteto. Evento acontece nesta terça-feira, no Sesc Palladium

por Eduardo Tristão Girão 24/09/2013 08:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Luísa Rabello/Divulgação
(foto: Luísa Rabello/Divulgação)
Cantora e compositora a caminho dos 50 anos de carreira, a carioca Joyce Moreno ganha homenagem especial nesta terça-feira no Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte. Dentro da programação do projeto Compositores.BR, o show terá, na primeira metade, repertório interpretado em versões instrumentais por quarteto encabeçado pelo pianista mineiro Rafael Martini; na outra, somente canções, a cargo do grupo Bossacucanova, com participação da cantora Elza Soares.

“Gosto muito da música da Joyce. No Brasil, ela é muito menos conhecida do que deveria ser”, elogia Rafael Martini. “Fiquei chapado quando comecei a ouvi-la para valer. Canta, toca e compõe muito bem”, continua, acrescentando que tocará ao lado de Joana Queiroz (clarinete e clarone), Trigo Santana (baixo acústico) e Antonio Loureiro (bateria). No repertório do quarteto, Samba de gago, Compor, Diz que eu também fui por aí e seis versões instrumentais de canções escolhidas pelo Bossacucanova.
 
Conectados


“Escolher as músicas foi difícil. Assim como o Marcos Valle, ela tem músicas que se encaixam bem com o eletrônico”, afirma o baixista Márcio Menescal, que integra o Bossacucanova, ao lado do DJ Marcelinho Da Lua e do tecladista Alexandre Moreira. “Na Europa, muitos DJs fazem versões dos dois, pois os andamentos das composições são interessantes, suingados. Tanto que, todo ano, eles fazem turnê pelo exterior. Eles são referências para a gente”, completa Menescal.

Apesar da conexão com a música de Joyce, essa é a primeira vez que o Bossacucanova tocará as composições dela. “Como trabalhamos com som eletrônico, não basta chegar e ensaiar. É preciso arranjar, procurar a levada certa. Topamos a proposta porque tivemos tempo de nos preparar”, conta Márcio Menescal. Assim, ele e seu grupo trouxeram para o repertório músicas como 'Monsieur Binot, Mistérios', 'Clareana', 'Madame quer sambar' e 'A banda maluca'.

A satisfação com o resultado foi tanta que o Bossacucanova deverá gravar um disco só com composições da artista. “Nosso segundo disco, 'Brasilidade', foi feito com meu pai, Roberto Menescal. Tocamos as músicas dele e com ele. Estamos pensando em fazer o mesmo com a Joyce. Ela achou legal, pois adora nosso trabalho”, adianta Márcio. Para se ter ideia, no show que farão nesta quarta-feira, em Salvador (BA), composições da cantora vão continuar no repertório.

Projeto Compositores.BR


Show de Bossacucanova, Elza Soares e Rafael Martini Quarteto
Terça-feira, às 20h
Local: Grande Teatro Sesc Palladium
Endereço: Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro
Ingressos entre R$ 20 e R$ 40, mais um quilo de alimento não perecível; meia-entrada para estudantes, idosos e menores de 21 anos e desconto de R$ 15 para comerciários
Informações: (31) 3279-1500 e no site do projeto


NA AGENDA

As próximas edições do projeto Compositores.BR já estão definidas. Dia 15 de outubro, a  homenageada será Marina Lima, com shows de Flávio Venturini, Pedro Morais, Érika Machado e Frederico Heliodoro Quarteto. Na sequência, tributos a Rita Lee (19 de novembro), com Ana Cañas, Affonsinho, Marina Machado e grupo Iconili) e a Chiquinha Gonzaga ( 3 de dezembro), com Zeca Baleiro, Adriano Magoo e Thiago Nunes Quarteto).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA