Polícia norte-americana investiga ator Charlie Sheen por suposta ameça de morte

Vítima seria Scottine Ross, ex-estrela pornô com quem o artista noivou em 2014, embora nunca tenha se casado com ela

por AFP 07/04/2016 12:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
TBS/Divulgação
O ator Charlie Sheen durante a série 'Tratamento de choque' (foto: TBS/Divulgação)
A polícia de Los Angeles abriu uma investigação criminal contra o ator americano Charlie Sheen, confirmou nesta quarta-feira um fonte oficial. O agente Matthew Ludwig disse que as investigações começaram em 31 de março envolvendo um caso no qual Sheen, protagonista durante quase uma década da série "Two and a Half Men", é suspeito de ameaça.

"A unidade de ameaças do departamento de polícia de Los Angeles está liderando a investigação sobre este caso", explicou o oficial, que disse que "a informação da vítima é confidencial". Ludwig declarou que as autoridades emitiram uma ordem de busca, embora não tenha dado mais detalhes.

Vários meios de comunicação americanos apontaram que Sheen, de 50 anos, teria ameaçado de morte Scottine Ross, uma ex-estrela pornô com quem noivou em 2014, embora nunca tenha se casado.

A revista Variety, especializada em entretenimento, informou sobre a existência de uma "suposta fita de áudio", na qual é possível ouvir o ator ameaçando contratar um assassino de aluguel por 20.000 dólares para matar Ross. A publicação também destacou que na gravação Sheen nega a uma pessoa com quem manteve relações sexuais ser portador do vírus da Aids.

A suposta fita, que já estaria nas mãos da polícia, foi gravada por uma antiga amante depois que Sheen reconheceu publicamente, em novembro do ano passado, que é HIV positivo. O representante do ator não pôde ser contactado pela AFP.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO