Advogado da Sony Music afirma que não tem poder para ajudar Kesha

Segundo o representante, a cantora não tem vínculo direto com a gravadora, que não pode quebrar um contrato firmado legalmente

25/02/2016 17:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
(foto: Divulgação)
O embróglio envolvendo Kesha, Dr. Luke a Sony Music ganhou um novo capítulo. Logo após Adele declarar, em transmissão ao vivo do BRIT Awards, apoio à Kesha no caso de suposto abuso sexual e psicológico, um representante da gravadora foi a público explicar a situação. Segundo o advogado Scott A. Edelman, em entrevista ao New York Times, a Sony Music está fazedno o possível para apoiar Kesha, mas não tem poder para quebrar o contrato.

Segundo o representante, Kesha não é contratada da Sony Music. Ela tem um contrato com a Kemosabe Records, selo do Dr. Luke que é subsidiário da Sony. Com isso, a gravadora não tem como interferir nas relações contratuais entre as partes.

"A Sony está fazendo tudo que pode para apoiar a artista nessas circunstâncias, mas ela é legalmente incapaz de pôr fim no contrato, que não é uma festa”, afirma Edelman. “A Sony tem feito o possível para que Kesha grave sem conexão, envolvimento ou interação com Luke, mas a gravadora não está em posição de terminar o relacionamento contratual entre Luke e Kesha", finaliza.

Por isso, ainda segundo Edelman, a Sony Music não pode fazer nada além do que foi determinado pela Suprema Corte de Nova York, na semana passada. O pedido de quebra de contrato foi negado e Kesha continua sob a "tutela" de Dr. Luke, porém foi garantido que ela pode continuar a trabalhar sem contato direto com ele.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO