Phil Anselmo, ex-vocalista do Pantera, faz gesto nazista e grita "white power" em show

Músico se pronunciou dizendo que tudo se tratou de uma piada interna e se negou a pedir desculpas

28/01/2016 11:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/Youtube
Phil Anselmo fez o gesto após apresentação em um evento para lembrar o guitarrista Dimebag Darrel (foto: Reprodução/Youtube)
Phil Anselmo, ex-vocalista da banda Pantera, se envolveu em uma nova polêmica racista. Ao fim de sua apresentação no Dimebash, evento em Hollywood para lembrar o falecido guitarrista Dimebag Darrell, Anselmo levantou um dos braços, parecendo fazer alusão ao gesto nazista, e gritou "white power" (poder branco). O evento aconteceu na última sexta-feira, mas o vídeo só foi publicado cinco dias depois no Youtube. O usuário Chris R, responsável pela publicação do vídeo, disse que havia cortado a declaração racista do músico, mas que depois resolveu divulgá-la. "Eu originalmente havia tirado isso dos meus primeiros posts da música Walk, mas eu sinto que as pessoas merecem ver isso. Um momento muito triste e, para mim, arruinou a noite. O Pantera não é isso. Phil Anselmo, você é um racista", declarou Chris.
Após a repercussão do vídeo, o músico resolveu se pronunciar na rede social se responsabilizando, mas se negando a pedir desculpas. "Ok, pessoal, culpa minha, mas eu estava brincando e a "piada interna da noite era porque nós estávamos bebendo vinho branco", disse Phil Anselmo. "Eu amo todo mundo, eu detesto todo mundo, e é isso. Sem desculpas da minha parte", completou o cantor por meio do perfil da gravadora Housecore Records. Essa não é a primeira vez que o ex-vocalista do Pantera se envolve nesse tipo de polêmica. O músico já foi questionado por portar a bandeira dos Estados Confederados e por discursar sobre "orgulho branco" em um show, em 1995.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO